Economia Incêndios: Estradas cortadas nos distritos de Santarém, Castelo Branco, Setúbal e Aveiro

Incêndios: Estradas cortadas nos distritos de Santarém, Castelo Branco, Setúbal e Aveiro

Os incêndios que lavram um pouco por todo o país estavam pelas 20:30 de hoje a provocar o corte de estradas nos distritos de Santarém, Castelo Branco, Setúbal e Aveiro, disse à Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).
Incêndios: Estradas cortadas nos distritos de Santarém, Castelo Branco, Setúbal e Aveiro
Cofina Media
Lusa 25 de julho de 2017 às 21:23

No distrito de Santarém, a A23 - Autoestrada da Beira Interior encontra-se cortada ao trânsito entre os quilómetros 49 e 77, na localidade de Mouriscas, no concelho de Abrantes, informou a GNR, referindo que as vias alternativas são a Estrada Nacional 118 (EN118) e o Itinerário Principal 2 (IP2).

 

Devido aos fogos que lavram no distrito de Castelo Branco, estão interditas ao trânsito a Estrada Nacional 244 (EN244), na localidade de Marmeleiro, no concelho da Sertã, a Estrada Nacional 3 (EN3), na localidade de Perdigão, no concelho de Vila Velha de Ródão, e a Estrada Regional 351 (ER351), junto à localidade de São Pedro do Esteval, no concelho de Proença-a-Nova.

 

Em Setúbal, a Estrada Nacional 10 (EN10) estava pelas 20:30 de hoje cortada ao trânsito na localidade de Viso, desde o quilómetro 32 ao 38, apresentando-se como via alternativa o cruzamento Vale da Rasca - Arrábida.

 

No distrito de Aveiro, encontra-se interdita a Estrada Municipal na Rua Dr. José Eduardo Sousa Lamy, na localidade de Pardilhó, no concelho de Estarreja, em consequência dos incêndios que lavram na zona.

 

Segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), às 20:50, a nível nacional registavam-se 64 incêndios rurais, que estavam a ser combatidos por 2.963 operacionais, auxiliados por 902 viaturas e 20 meios aéreos.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub