Economia Incêndios: Governo já apoiou 35 projectos de empresas afectadas e pagou dois milhões

Incêndios: Governo já apoiou 35 projectos de empresas afectadas e pagou dois milhões

O Governo já apoiou 35 empresas afectadas pelo incêndio de Junho de Pedrógão Grande e aprovou 12 milhões de euros de ajudas, tendo pago dois milhões de euros, garantiu este sábado o ministro do Planeamento e das Infra-estruturas.
Incêndios: Governo já apoiou 35 projectos de empresas afectadas e pagou dois milhões
Reuters
Lusa 16 de dezembro de 2017 às 13:12

Pedro Marques, ministro do Planeamento e das infra-estruturas, garantiu este sábado, 16 de Dezembro, que o Governo já apoiou 35 empresas afectadas pelo incêndio de Junho de Pedrógão Grande e aprovou 12 milhões de euros de ajudas, tendo pago dois milhões de euros.

 

"Significa que mais de dois terços, cerca de 70%, das empresas então identificadas e já viram os seus projectos apoiados e temos mais cinco candidaturas em análise", adiantou Pedro Marques, em Figueiró dos Vinhos, distrito de Leiria.

 

O ministro acompanha hoje o primeiro-ministro, António Costa, numa visita à região Centro para se inteirarem das operações de reconstrução das zonas afectadas pelos incêndios do verão.

 

Segundo Pedro Marques, as grandes empresas afectadas pelo fogo de Junho, que começou em Pedrógão Grande e alastrou aos concelhos vizinhos, "têm todas projectos aprovados e, nalguns casos, com adiantamentos feitos para começarem a adquirir maquinaria".

 

"Os fundos que foram alocados para a recuperação das empresas aqui na região de Pedrógão Grande foram e continuam a ser suficientes para apoiar a recuperação de todas as empresas desta região", sublinhou o governante, que elogiou a resiliência dos empresários, que continuaram a trabalhar, apesar das limitações.

 

O ministro do Planeamento e das Infra-estruturas enalteceu a "força de todos os empresários" desde a altura dos incêndios, que disseram que não queriam fechar nem perder os postos de trabalho e pediram ajuda.

 

Pedro Marques adiantou ainda aos jornalistas que o Governo já recebeu dezenas de candidaturas ao programa Repor, criado com verbas do Orçamento do Estado para apoiar as empresas afectadas pelos incêndios de 17 de Outubro.

 

De acordo com o governante, já foram aprovadas cerca de 20 candidaturas e atribuídos mais 2,2 milhões de euros.

 

O ministro do Planeamento e das Infra-estruturas destacou ainda a aprovação do Plano de Revitalização do Pinhal Interior, que define medidas de maior resiliência para o território, que vão ser implementadas até ao próximo verão.

 

No plano de acção constam medidas de atracção de investimento, que vão ser apoiadas com um pacote de "mais de 100 milhões de euros que já foram disponibilizados e ficarão durante seis meses disponíveis para a atracção de novo investimento para estes territórios".

 

A deslocação do primeiro-ministro, António Costa, à região Centro começou esta manhã com uma visita a uma empresa de exploração de madeiras de Figueiró dos Vinhos, que já se encontra a laborar, tendo recebido 575 mil euros de apoios comunitários, de um total aprovado de 616 mil euros.

 




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Os Afetos podem ser um Perigo Há 2 semanas

Então Foi o Governo? Não foi o Presidente da República? Então a Prioridade não era a Casa para a Associação Defesa das Vítimas ? Afinal o que andam lá eles a fazer ?

Anónimo Há 4 semanas

EMPRÉSTIMO OFERECER ENTRE PARTICULAR SÉRIO E FIÁVEL: o Whatsapp: +40751895972

Você precisa de financiamento para a sua casa, para o seu negócio, para a compra de carro, para a aquisição de motocicletas, para a criação de sua limpeza de empresa, para as suas necessidades pessoais mais em dúvida. Eu conceder créditos pessoais que variam de 5.000 € para 5.000.000€ com uma taxa de juro nominal de 3%, independentemente da quantidade. Por favor, especificar em sua pedidos de empréstimo a quantia exata que você gostaria e a duração do reembolso.
Para mais um exemplo em contato conosco este endereço de e-mail : bautzanne072@gmail.com

Tuga alentejano Há 4 semanas

Ai se fosse em lisboa,. . . os cumunas, brochiistas e mais 38 sindicatos ligados à função publica andavam a berrar como uns cães rottwailers, como é na provincia ninguém quer saber.
Não dá votos, que se foodam.

Pedra do Guilhim Há 4 semanas

Umas esmolas ao fim de 6 meses ?

Tenham vergonha, socialistas da treta.

Para os funcionários publicos tudo, Claro esses sabem fazer greves e manifestações.

Os parolos do interior, que morram ?

Tenham vergonha, socialistas da treta.

pub