Economia Incêndios: Mação e Gavião continuam a ser os casos mais preocupantes

Incêndios: Mação e Gavião continuam a ser os casos mais preocupantes

Três incêndios rurais estavam a ser combatidos cerca das 8 horas deste sábado, por mais de dois mil homens, a maioria concentrada nos concelho de Mação (Santarém) e de Gavião (Portalegre), segundo a Protecção Civil.
Incêndios: Mação e Gavião continuam a ser os casos mais preocupantes
Em Portugal, às 8 horas deste sábado, estavam a ser combatidos três incêndios rurais.
Movenoticias
Lusa 19 de agosto de 2017 às 09:48

De acordo com a informação da página de internet da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), estava activo e com duas frentes o incêndio de Gavião, que teve início cerca das 17 horas de quinta-feira, estando a ser combatido por 542 operacionais e 163 meios terrestres.

 

Em Mação, mantinha-se esta manhã activo o incêndio com uma frente, sendo o combate das chamas feito por dois meios aéreos, 772 homens e 233 veículos.

 

Já o incêndio que deflagrou na sexta-feira em Alfândega da Fé, no distrito de Bragança, foi extinto esta madrugada, segundo a Protecção Civil.

 

O fogo, que começou na localidade de Soeima às 20:55 de sexta-feira, entrou em conclusão às 05:32 deste sábado, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Bragança.

 

No local estão ainda 97 operacionais, apoiados por 41 meios terrestres.

 

De acordo com a ANPC, um fogo considerado "em conclusão" significa um "incêndio extinto, com pequenos focos de combustão dentro do perímetro do incêndio".

 

Calor coloca 15 distritos do continente sob aviso amarelo

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou até segunda-feira 15 distritos do continente em "aviso amarelo" devido ao calor, e quatro zonas da Madeira também devido ao calor e ao vento, que se manterão até domingo.

 

A persistência de valores elevados da temperatura máxima no continente foi o motivo de avisos nos distritos Bragança, Viseu, Évora, Guarda, Faro, Vila Real, Setúbal, Santarém, Lisboa, Leiria, Beja, Castelo Branco, Coimbra, Portalegre e Braga, mantendo-se o aviso até as 21 horas de segunda-feira.

 

Na Madeira, foi também o vento quente o motivo dos avisos amarelos em Porto Santo, regiões Montanhosas, Costa Norte e Costa Sul, mas nesta última também devido ao vento com rajadas até 80 quilómetros por hora. Na Madeira, os avisos mantêm-se até às 21 horas de domingo.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub