Política Incêndios: PSD acusa Governo de "gestão política" e questiona "ajudas"

Incêndios: PSD acusa Governo de "gestão política" e questiona "ajudas"

O vice-presidente da bancada parlamentar do PSD, Luís Campos Ferreira, acusou o Governo de fazer "uma gestão política" da tragédia de Pedrógão Grande, afirmando que as vítimas dos incêndios e familiares continuam à espera das ajudas.
Incêndios: PSD acusa Governo de "gestão política" e questiona "ajudas"
Sábado
Lusa 04 de agosto de 2017 às 19:07

"Passou mais de mês e meio e ainda não aconteceu nada de real, nada de concreto para ajudar as vítimas e os familiares das vítimas", afirmou Luís Campos Ferreira, em declarações à agência Lusa.

 

Referindo-se às declarações do ministro-adjunto, Eduardo Cabrita, em entrevista ao jornal Público, a condenar a atitude do PSD sobre os incêndios de Pedrógão Grande, Luís Campos Ferreira rejeitou qualquer "aproveitamento político".

 

"O Governo não tem vergonha porque acusa a oposição de aproveitamento político, mas tem feito uma gestão política indigna desta enorme tragédia humana que foi Pedrógão, feita de silêncios e de meias verdades", disse.

 

Na entrevista ao Público, Eduardo Cabrita afirma que "os portugueses sentem uma sensação de quase desprezo pela forma como o PSD tentou usar [Pedrógão] com intuitos políticos de curtíssimo prazo".

 

Passado um mês e meio, as ajudas "prometidas" ainda não chegaram às pessoas que "continuam de mãos vazias", disse Luís Campos Ferreira, criticando ainda o primeiro-ministro, António Costa, por "continuar a fazer anúncios" sobre a reforma da floresta.

 

O deputado frisou que as iniciativas legislativas, entre as quais projectos do PSD, sobre a reforma da floresta que foram aprovados no final da sessão, em Julho, tinham sido apresentadas há mais de um ano no parlamento.

 

O primeiro-ministro disse, na quinta-feira, que o Governo "vai mesmo avançar" com o cadastro florestal, investindo ainda no aumento das equipas de sapadores florestais.




pub