Economia Incêndios: Três estradas cortadas em Nisa e uma em Mangualde

Incêndios: Três estradas cortadas em Nisa e uma em Mangualde

Quatro estradas nacionais estavam hoje cortadas às 22:30 por causa de incêndios, três no distrito de Portalegre e uma em Mangualde, no distrito de Viseu, disse à Lusa fonte da GNR.
Incêndios: Três estradas cortadas em Nisa e uma em Mangualde
Cofina Media
Lusa 27 de julho de 2017 às 23:55

"As [estradas cortadas] de Portalegre estão todas circunscritas ao concelho de Nisa, que era, às 22:40, ainda um dos focos de incêndio com mais preocupação", salientou a GNR.

 

Em Nisa, estão cortadas desde quarta-feira a Estrada Nacional (EN) 18 e o acesso do IP2 à A23 na zona da ponte do Fratel. Hoje, "por volta das 13:00, foi cortada a EN 359, também na zona de Nisa".

 

No concelho de Mangualde, distrito de Viseu, está cortada a EN 232, desde as 16:00 devido a um incêndio.

 

Em Nisa lavram hoje dois fogos, um dos quais, em Albarrol, que é o que mais preocupação levantava à Protecção Civil, "devido ao comportamento e à intensidade que este incêndio tem demonstrado, sobretudo durante a tarde", destacou hoje às 19:00 Patrícia Gaspar, adjunta de operações da Autoridade Nacional da Protecção Civil (ANPC).

 

Em Mangualde lavra um incêndio desde as 11:47 de quarta-feira, que teve início em Abrunhosa do Mato, e que às 22:30 de hoje era combatido por 204 operacionais, segundo a página da ANPC na Internet.

 

Segundo a ANPC, desde as 00:00 de hoje foram registadas 96 ocorrências de incêndios florestais.

 

Além dos dois incêndios de Nisa, um em Albarrol e outro com início nas Portas do Rodão, e do de Mangualde, às 22:30 estavam destacados como importantes na página da ANPC dois incêndios, no Gavião (Portalegre) e Almeida (Guarda).

 

Os incêndios de Sertã (Castelo Branco) e de Penacova (Coimbra) também são considerados ainda duas ocorrências importantes, mas estão em fase de resolução.

 

Segundo o sítio da ANPC na Internet, às 22:30 verificava-se um total de 60 ocorrências (que inclui incêndios em curso, em resolução e em conclusão), envolvendo no combate 3.290 operacionais, ajudados por 1.031 veículos e dois meios aéreos.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub