Economia Indemnizações para despedir serão até 10 dias por cada ano de trabalho

Indemnizações para despedir serão até 10 dias por cada ano de trabalho

Bruxelas diz que indemnizações por despedimento vão cair para um terço.
O valor das indemnizações por despedimento vai cair dos actuais 30 dias de salário por cada ano trabalhado para menos de dez, afirmou ontem ao Negócios fonte oficial da Comissão Europeia.









logo_empresas


A sua opinião15
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
ANTKENINE Há 1 semana

De maneira nenhuma concordo com estas medidas nem com as modificações referentes ao subsidio de desemprego , aproveito no entanto para apenas dizer o seguinte, não tenho pena nenhuma dos trabalhadores por conta de outrem que votam nos partidos defensores do patronato e que num futuro possivelmente não muito distante vão sofrer na pele a aplicação destas medidas sem terem em absolutamente nada contribuído para a sua nova situação, mas a verdade é esta se previamente não sabemos defender os nossos direitos não nos podemos queixar do que nos acontece de seguida.

raiospedro Há 1 semana

Por este andar os trabalhadores vão ter de indeminizar empresas porque estas ficam sem os serviços deles... Que tal reterem o ultimo salário também de forma a poderem pagar formaçao para quem vier a seguir? Parece-me bem....

tildereis Há 1 semana

é o que dá desculpar a fraca produtividade, a igualdade independentemente do esforço de cada um, atacar o patronato pelo simples facto de o ser independentemente do seu risco ou esforço em promover o negócio, etc. O Homem nunca será bicho para viver numa igualdade plena pelo simples facto de ser Homem. Uma sociedade para se sustentar tem premiar o esforço, ditar regras, impor limites, castigar os infractores. Era mto bonito sermos todos da classe média (não haver ricos ou pobres). Infelizmente isso é impossível pois nem todos se esforçam da mesma maneira.

praposo67 Há 1 semana

Para os gestores? Para os políticos em fim de mandato?

ver mais comentários
pub