Conjuntura Indústria europeia cresce ao ritmo mais forte desde 2000  

Indústria europeia cresce ao ritmo mais forte desde 2000  

A economia europeia continua a dar sinais positivos no final deste ano.
Indústria europeia cresce ao ritmo mais forte desde 2000  
Paulo Duarte
Negócios com Bloomberg 01 de dezembro de 2017 às 10:33

A actividade do sector industrial na Zona Euro cresceu, em Novembro, ao ritmo mais forte desde 2000, sendo este mais um sinal que a economia europeia continua a acelerar na parte final de 2017.

 

O índice PMI para a indústria – que mede a "saúde" deste sector através das condições actuais de negócios – da IHS Markit, subiu para 60,1 pontos em Novembro, a leitura mais elevada desde 2000 e a segunda mais alta desde que este inquérito iniciou em 1997.

 

"O registo forte de Novembro vem dar força à ideia de domínio global da indústria da Zona Euro este ano", refere Bhris Williamson, economista da IHS Markit, acrescentando que as empresas industriais da Europa "estão a ganhar quota de mercado" e a registar um "boom nas exportações".

 

A economia europeia está a registar o crescimento mais forte da década, levando a taxa de desemprego para mínimos e os níveis de confiança dos empresários para máximos.

 

O bom momento da indústria europeia é transversal aos vários países da região, sendo que em todos os que são incluídos neste inquérito os índices estão a crescer há mais de um ano.

     

Também a indústria britânica deu sinais positivos, com o índice PMI para o país a crescer ao ritmo mais forte em quatro anos. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

A indústria europeia desenvolve e fabrica bastante robótica e inteligência artificial.

pub