Economia Inflação em Espanha baixa para 0,6 % em Janeiro

Inflação em Espanha baixa para 0,6 % em Janeiro

A evolução anual do Índice de Preços no Consumidor (IPC) espanhol foi de 0,6 % em Janeiro, uma diminuição de cinco décimas em relação a Dezembro, explicada pela redução do preço da electricidade e à pequena baixa dos preços de alguns alimentos.
Inflação em Espanha baixa para 0,6 % em Janeiro
Negócios com Lusa 15 de fevereiro de 2018 às 09:11

O Instituto Nacional de Estatísticas (INE) espanhol divulgou hoje os dados da evolução do IPC que mostram uma taxa de inflação positiva nos últimos 17 meses. Os preços relacionados com a habitação registaram uma descida anual de 2,0 % (que contrasta com o aumento de 1,0 % um mês antes), devido à diminuição da electricidade (que subiu no ano passado).

Os alimentos e bebidas alcoólicas subiram 1,3 % em relação a um ano antes, os transportes 1,8 % e as telecomunicações 0,9 %. O IPC mede o custo médio de um 'cabaz' de bens e serviços representativo do consumo final das famílias.

A 31 de Janeiro, o gabinete português de estatística revelou que a taxa de inflação terá recuado de 1,5% em Dezembro, para 1,1%, em Janeiro – de acordo com a estimativa rápida do INE.

"Tendo por base a informação apurada até à data do presente destaque, a taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) terá sido de 1,1% em Janeiro de 2018", informou o INE. Também o indicador de inflação subjacente, que exclui os preços mais voláteis da alimentação e energia, se terá fixado em 1%, valor inferior ao do último mês do ano passado (1,2%).




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Camponio da beira 15.02.2018

Espanha, apesar de sofrre ainda maias com a seca. faz uma melhor gestão dos recursos e até baixou a energia, aqui a taxa de potencia aumentou 35%. E depois querem que o país se desenvolva e inventam taxas de 2,7 para anestesiar pategos.

Saber mais e Alertas
pub