Conjuntura Inflação na Zona Euro sobe para 1,1% e pressiona BCE

Inflação na Zona Euro sobe para 1,1% e pressiona BCE

O Eurostat confirmou a sua primeira estimativa que levou políticos e economistas alemães a defender uma política menos expansionista em Frankfurt. BCE reúne quinta-feira.
Inflação na Zona Euro sobe para 1,1% e pressiona BCE
Reuters
Rui Peres Jorge 18 de janeiro de 2017 às 10:41

A inflação na Zona Euro subiu de 0,6% em Novembro para 1,1% em Dezembro, puxada pelos preços dos combustíveis, confirmou o Eurostat na quarta-feira, dia 18 de Janeiro, mantendo a estimativa inicial avançada no início do mês.

O valor foi divulgado um dia antes da primeira reunião de política monetária do BCE de 2017, onde o tema será inevitável.


O subida dos preços reforça os argumentos dos que consideram que o BCE já foi longe de mais nos estímulos monetários. Na Alemanha – onde a taxa de inflação foi de 1,7% – ouvem-se vozes de políticos e economistas que defendem que o banco central deve começar a planear uma subida das taxas de juro, visto que para os aforradores o pior contexto económico possível é uma economia com alta inflação e baixas taxas de juro.

Em sentido contrário, vários economistas têm sublinhado que o ritmo de subida da inflação na Zona Euro se deve essencialmente aos efeitos dos preços dos combustíveis e bens alimentares (a inflação subjacente subiu de 0,8% para 0,9%), e que todas as medidas estão distantes da meta de 2% do BCE.

Aos argumentos para uma política monetária expansionista junta-se a incerteza quanto os impactos na Europa do "Brexit" e das políticas da nova administração Trump.

Os números divulgados pelo Eurostat dão conta de taxas de inflação negativas em Dezembro na Bulgária (-0,5%), Irlanda (-0,2%), e Roménia (-0,1%). "As taxas mais elevadas foram registadas na Estónia (2,4%), Bélgica (2,2%), República Checa (2,1%), e Letónia (2,1%)", lê-se também no comunicado. Portugal ficou abaixo de média com 0,9%.

O gabinete de estatística da UE dá ainda conta que "os principais impactos ascendentes na inflação homóloga da Zona Euro chegaram de combustíveis para os transportes (+0,21 pontos percentuais), vegetais (+0,07pp), óleo para aquecimento (+0,05 pp), enquanto o gás, as telecomunicações e produtos de higiene pessoal (-0,04 pp) deram os maiores impactos em baixa".




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 dia


A ladroagem de esquerda

PS - BE - PCP - e seus votantes - DEIXAM MORRER OS DOENTES DO SNS... PARA DAR MAIS DINHEIRO AOS FP:

- PS aumenta despesa com os salários dos ladrões FP em 500 milhões de Euros;

- PS reduz o horário dos ladrões FP para 35 horas;

- PS corta o orçamento dos Hospitais Públicos.

comentários mais recentes
Jaime Há 1 dia

A culpa é do benfica. A culpa é da Merkel. A culpa é do anterior governo. A culpa é da inflação alemã. Já na bíblia se falava dos 7 anos de abundância e 7 anos de seca. E como nos 7 anos de seca quem soube gerir bem antes e armazenar pôde aguentar. Nós nos anos de abundância tivemos governos corruptos, e ninguém é julgado. Agora temos de sobreviver com migalhas. E sem soberania

Anónimo Há 1 dia

aumenta as taxas todas pa

Anónimo Há 1 dia

Está na hora de colocar a taxa a 1%.

Anónimo Há 1 dia


A ladroagem de esquerda

PS - BE - PCP - e seus votantes - DEIXAM MORRER OS DOENTES DO SNS... PARA DAR MAIS DINHEIRO AOS FP:

- PS aumenta despesa com os salários dos ladrões FP em 500 milhões de Euros;

- PS reduz o horário dos ladrões FP para 35 horas;

- PS corta o orçamento dos Hospitais Públicos.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub