União Europeia Inflação no Reino Unido acelera para 3% em Novembro à boleia dos bilhetes de avião

Inflação no Reino Unido acelera para 3% em Novembro à boleia dos bilhetes de avião

Os preços no consumidor no Reino Unido aceleraram de forma inesperada para 3% no mês passado. Esta subida deve-se sobretudo aos custos com os preços dos bilhetes de avião e dos jogos de computador. O Banco de Inglaterra vai ter de explicar o que é que aconteceu.
Inflação no Reino Unido acelera para 3% em Novembro à boleia dos bilhetes de avião
SUZANNE PLUNKETT
Negócios 12 de dezembro de 2017 às 10:15

A inflação no Reino Unido acelerou inesperadamente para 3,1% em Novembro, face ao mesmo período do ano passado. Este é o valor mais elevado em mais de cinco anos e meio. De acordo com os dados oficiais divulgados esta terça-feira, 12 de Dezembro, citados pela Bloomberg, a subida dos preços no consumidor devem-se sobretudo aos custos dos preços dos bilhetes de avião e dos jogos de computador.

O gabinete de estatística explica que estas duas áreas criaram uma pressão crescente, dado que caíram menos que no ano anterior.


Perante esta subida, o governador do Banco de Inglaterra, Mark Carney, vai ter de explicar o motivo pelo qual os preços no consumidor ficaram acima do objectivo.

Carney vai ter de escrever uma carta ao ministro das Finanças, Philip Hammond, a explicar porque é que a inflação ficou um ponto percentual do ponto percentual do objectivo, que é de 2%.

Em reacção aos números da inflação, a libra chegou a apreciar 0,29% para 1,338 dólares, mas retomou entretanto a tendência de queda, descendo agora 0,09% para 1,3329 dólares.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
Saber mais e Alertas
pub