Mundo Iniciada construção de protótipos de muro entre Estados Unidos e México

Iniciada construção de protótipos de muro entre Estados Unidos e México

A construção de protótipos do que poderá ser o novo muro entre os Estados Unidos e o México, prometido pelo presidente norte-americano, começou esta terça-feira na área de Otay Mesa, na Califórnia, divulgaram as autoridades.
Iniciada construção de protótipos de muro entre Estados Unidos e México
Negócios com Lusa 26 de setembro de 2017 às 22:33

As seis empresas seleccionadas têm 30 dias para construir quatro protótipos em cimento e mais quatro com outros materiais, que terão entre 5,5 e 9,1 metros de altura, precisou o departamento norte-americano de Alfândega e Protecção de Fronteiras (CBP).

 

A zona onde os protótipos serão construídos, que faz fronteira com a localidade mexicana de Tijuana, é vigiada pelas forças de segurança dos EUA, que contam com um plano de contingência para o caso de ocorrerem manifestações contra o controverso projecto.

 

"Estamos empenhados em proteger a nossa fronteira e isso inclui a construção de um muro fronteiriço", disse Ronald Vitiello, vice-comissário do CBP, citado num comunicado.

 

O mesmo responsável adiantou que a estratégia de segurança da fronteira inclui barreiras físicas, tecnologia e pessoal.

 

A construção deste muro foi uma das principais promessas eleitorais de Donald Trump.

Em inícios de Setembro, a propósito do reacendimento do tema ‘muro com o México’, o artista e fotógrafo JR – conhecido como o Bansky francês – pôs mãos à obra.


JR viajou até ao México e, do lado da fronteira deste país com os EUA, começou a deixar fotografias gigantes, que a multiplataforma de media e entretenimento Mashable dizia serem "de partir o coração".




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub