Economia IRS sobe muito mais para recibos verdes do que para trabalho por conta de outrem
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

IRS sobe muito mais para recibos verdes do que para trabalho por conta de outrem

Novas regras fiscais para os recibos verdes fazem deles as grandes vítimas do IRS. Nalguns casos, a diferença de agravamento duplica em relação ao trabalho dependente. Consulte as tabelas e saiba quanto é que o IRS vai subir.
Elisabete Miranda 14 de outubro de 2012 às 23:30

A subida do IRS vai doer muito a todos, mas há um grupo de contribuintes que vai ser particularmente )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Micro Empresário Há 5 dias

Quem realmente vai ser penalizado é o empresário em nome individual em regime simplificado, que paga por sua conta despesas com escritório, mobiliário, economato, eletricidade, equipamento informático, telefone, internet, telemóvel, carro de serviço, correio, publicidade, etc, etc, etc… e que ao ser tributado em 80% do valor que cobra oos clientes, na prática vai passar a pagar impostos sobre um rendimento apurado superior ao lucro.

Marco Há 6 dias

TOU CANSADO DE TRABALHAR PARA UM GOVERNO DITADOR.

Ganhar 950 euros, como falso recibo verde e trazer para casa 400 euros depois de 200 horas de trabalho mensal.NÃO.
Mais vale andar a arrumar carros ou a pedir, que é o que o passos coelho quer que sejamos.UM PAÍS DE PEDINTES.

Teresa! Há 6 dias

Há um conjunto de cidadãos que são esmagados relativamente aos outros.E não é só no IRS. É também na TSU a cerca de 30%. Ainda os outros se queixavam dos 18% que nunca vão pagar!Haja alguém que meta o Estado em tribunal por ser este o responsável pela sua miséria e pobreza.Haja alguém com poder que o faça.Os trabalhadores independentes, não obstante não terem direito a subsidio de desemprego, nem de doença, nem outra coisa qualquer, são considerados o esterco da sociedade.Estudos revelam que são a franja da população mais pobre do conjunto de trabalhadores.A direita que se diz pela iniciativa privada é aquela que mais esmaga os trabalhadores independentes.Os verdadeiros empreendedores.Já tenho a opinião de que Cavaco tem que vetar este orçamento.E os constitucionalistas que queiram abrir uma brecha na constitucionalidade deste orçamento têm aqui um cavalo de troia para arrebentar esta proposta por dentro.Os trabalhadores independentes só já trabalham para o Estado.Um Estado que os condena à pobreza.Cerca de 30% de TSU sem os direitos dos demais; muitos morrerão sem nunca receberem algo pelos descontos que fizeram.Já os outros sempre podem receber ao longo da vida caso estejam numa situação de desemprego parto ou doença.E um IRS devastador que os remete para a pobreza.É por aqui meus Senhores; pelos trabalhadores independentes que este orçamento pode ser morto pelo tribunal constitucional! Haja coragem!Isto já não é no apelidado interesse do pais.à muito que os investidores perceberam que uma dose excessiva de austeridade pode levar um pais à reestruturação da divida.Já havia essa folga; folga que o tempo fez aparecer.Agora, está na hora de lutar pela carta dos direitos humanos.Lutar para que possamos sobreviver!

Anónimo Há 6 dias

Em Portugal, falta muito pouco para a actividade mais lucrativa da economia ser estar quieto.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub