Política Isaltino com candidatura aprovada pelo tribunal

Isaltino com candidatura aprovada pelo tribunal

O tribunal aceitou esta segunda-feira, 14 de Agosto, a candidatura de Isaltino Morais à Câmara Municipal de Oeiras.
Isaltino com candidatura aprovada pelo tribunal
Cofina Media
Negócios 14 de agosto de 2017 às 18:49
O tribunal aceitou esta segunda-feira, 14 de Agosto, a candidatura de Isaltino Morais à Câmara Municipal de Oeiras, avançam a TVI 24 e a SIC Notícias. Também a de outra candidata independente, Sónia Gonçalves, teve autorização para prosseguir.

Desta forma, é aceite o recurso apresentado, uma decisão que foi anunciada pelo grupo de cidadãos eleitores "Isaltino – Inovar Oeiras de Volta".

As candidaturas de Isaltino Morais e de Sónia Gonçalves tinham sido rejeitadas na terça-feira passada pelo juiz Nuno Cardoso que detectou, segundo o despacho, "irregularidades" na identificação dos candidatos das listas. Em causa a "falta do pressuposto legal da declaração inequívoca de subscrição dos proponentes da lista de candidatos apresentada". O prazo de apresentação das listas tinha terminado no dia anterior, 7 de Agosto.

A decisão ficou envolta em polémica, depois de serem conhecidas relações de amizade entre o magistrado e outro candidato à Câmara de Oeiras, o actual presidente da autarquia Paulo Vistas, do Movimento Oeiras Mais à Frente e também ex-braço direito de Isaltino.

Além de amigos, Paulo Vistas foi padrinho de casamento de Nuno Cardoso, informações que vieram a motivar a abertura de um inquérito do Conselho Superior de Magistratura "para cabal apuramento da situação".

Na sexta-feira, um despacho do Tribunal de Oeiras dava conta de que o juiz "não mais" teria intervenção no processo eleitoral, pelo que os requerimentos do incidente de suspeição apresentados pelos movimentos dos dois candidatos - Isaltino - Inovar Oeiras de Volta e Renascer Oeiras 2017 - deixaram de se justificar. 

Isaltino Morais confirmou em Abril a intenção de se candidatar à presidência da autarquia de Oeiras, câmara que liderou durante 24 anos. O avanço significa o regresso à política activa, depois de ter sido condenado a dois anos de prisão por fraude fiscal e branqueamento de capitais, de que cumpriu um ano da pena.

Em declarações à agência Lusa, Sónia Gonçalves, do movimento independente 'Renascer Oeiras 2017', admitiu que estava convicta de que a decisão lhe seria favorável. "Eu sabia que tudo ia correr bem. Confirma-se que a Justiça funciona e que estava tudo de acordo com a lei", sustentou.


(Notícia actualizada às 19:15)



A sua opinião35
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado beachboy Há 6 dias

...neste caso prova-se claramente que o sistema de leis que temos está totalmente desvirtuado...
...que a justiça que temos é formal e nada tem a ver a ver com valores e não serve os Portugueses...
...que as leis que temos tornam quase impossível as condenações e a responsabilização...
...que a condenação de Isaltino foi um caso isolado e um acidente de recurso - ele foi quase uma vítima!...
...que as nossas classes dirigentes (deputados incluídos) são profundamente corruptos!...
...que a população é profundamente mansa e pouco instruída!...
...ao permitir que um indivíduo condenado por corrupção possa assumir um cargo de responsabilidade se novo!...
...grotesco e repugnate!...

comentários mais recentes
Ciifrão Há 20 horas

Tantas virgens ofendidas que por aqui andam, queriam que o Isaltino perdesse na secretaria?

Mr.Tuga Há 5 dias

BOA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Espero sinceramente que ganhe!
Os tugas imbecis e trogloditas MERECEM os Isaltinos SEMorais todos !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

JUSTIÇA FOI FEITA PELOS E PARA OS CORRUPTOS Há 5 dias

Quereis melhor prova de que o crime compensa, em Portugal ?
O mais grave não é o afastamento do juiz, se se provar que agiu dolosamente.
O prior de tudo é a Justiça portuguesa não inibir ex-presidiários de concorrer a cargos públicos e - SUBLINHE-SE - voltar a mexer em dinheiros de todos nós.

Anónimo Há 6 dias

É TRISTE VIVER NUM PAÍS ONDE A JUSTIÇA N FUNCIONA (0U POR OUTRA SÓ FUNCIONA P CORRUPTOS) PQ HONESTOS N TÊM LUGAR NESTE PAÍS.
ESPERO BEM Q A POPULAÇÃO DE OEIRAS DÊ UMA LIÇÃO DE DIGNIDADE NA ALTURA DO VOTO.

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub