Energia ISP da gasolina baixa dois cêntimos. No gasóleo sobe dois cêntimos

ISP da gasolina baixa dois cêntimos. No gasóleo sobe dois cêntimos

O Governo já tinha deixado claro que queria aumentar o ISP do gasóleo e descer o da gasolina. Desde este domingo, o imposto já mudou. Dois cêntimos foi o valor que preço dos dois combustíveis mudou.
ISP da gasolina baixa dois cêntimos. No gasóleo sobe dois cêntimos
Correio da Manhã
Sara Antunes 01 de Janeiro de 2017 às 18:50

O Governo publicou ainda na última sexta-feira, 30 de Dezembro, a portaria que actualiza os preços do imposto sobre produtos petrolíferos (ISP), para fazer diminuir a taxa sobre a gasolina e aumentar a do gasóleo.

 

Assim, o ISP da gasolina passou este domingo, 1 de Janeiro, a ser de 0,54895 euros por cada litro, menos dois cêntimos do que o valor praticado até ao último dia de 2016.

 

Já o ISP sobre o gasóleo passou a ser de 0,33841 euros, o que, neste caso, representa um aumento de dois cêntimos por cada litro.

 

Os valores constam da portaria n.º 345-C/2016 publicada na sexta-feira ao final do dia em Diário da República. E corresponde à vontade expressa pelo Executivo no Orçamento do Estado para 2017.

O Governo justificou a redução do ISP sobre a gasolina e aumento sobre o gasóleo, depois de este ano ter sido introduzido o regime de gasóleo profissional. "Deverá caminhar-se no sentido de reduzir as taxas aplicáveis aos dois tipos de combustível. Esta correcção deverá ser gradual, pois ao longo dos anos houve em Portugal, tal como noutros países europeus, um incentivo à utilização individual de veículos movidos a gasóleo, mais poluentes do que aqueles que funcionam a gasolina, com as inevitáveis consequências ambientais. Acresce que os veículos a gasóleo são, em regra, mais onerosos pelo que a redução da tributação daquele combustível face à gasolina tem uma natureza eminentemente regressiva", pode-se ler no OE.




A sua opinião28
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado José Batista Há 2 semanas

Sendo o parque automóvel cerca de 70% carros a diesel, claro que isto foi inocente e não uma forma de aumentar impostos... esta direita que nos governa é uma vergonha!

comentários mais recentes
David Pereira Há 2 semanas

mas como é a esquerdalha está tudo bem...

Jorge Parente Há 2 semanas

E quando o carro eléctrico tiver uma boa representação vão inventar um imposto qualquer sobre a eletricidade e este deixa se ser interessante financeiramente. Ambientalmente já sabemos que sim.

Aarão Zarco Há 2 semanas

Porreiro para quem anda a trabalhar todo o dia com uma carrinha a gasóleo.

Vitor Nelson Caetano Há 2 semanas

Há muito que o PM avisou que quem quiser ver mais algum rendimento ao fim do mês tem de andar nos transportes públicos.

ver mais comentários
pub