Zona Euro Itália pondera recapitalizar em cinco mil milhões bancos regionais

Itália pondera recapitalizar em cinco mil milhões bancos regionais

O Banca Popolare di Vicenza e o Veneto Banca estão a preparar uma fusão. A operação inclui um reforço de capital entre quatro e cinco mil milhões de euros, por parte do Estado.
Itália pondera recapitalizar em cinco mil milhões bancos regionais
Negócios 14 de fevereiro de 2017 às 15:19

O Banca Popolare di Vicenza e o Veneto Banca já terão submetido ao Banco Central Europeu (BCE) um plano preliminar para uma fusão entre as duas instituições, de acordo com o jornal italiano Il Messaggero, citado pela Reuters.

 

O plano, que inclui uma recapitalização de entre quatro e cinco mil milhões de euros, terá sido apresentado também à Comissão Europeia. Isto porque a recapitalização deverá ser realizada pelo Estado e as negociações com Bruxelas servem para assegurar a melhor forma de concretizar esta operação.

 

O jornal italiano adianta que o plano foi preparado pelo presidente executivo do Popolare di Vicenza, Fabrizio Viola, e contempla a criação de um "banco mau", veículo para onde deverão ser transferidos os nove mil milhões de euros de crédito malparado detidos pelas duas instituições.

 

Já o Financial Times adianta que o resgate das duas instituições será realizado através de uma "recapitalização cautelar", segundo fontes próximas do processo, que não quiseram ser identificadas. Usando este mecanismo, Itália conseguirá injectar dinheiro nas instituições sem infringir as regras de ajuda do Estado.

 

O Il Messaggero acrescenta ainda que Itália deverá recorrer ao fundo criado no ano passado, no valor de 20 mil milhões de euros, para recapitalizar estes dois bancos. É precisamente através deste fundo que Roma vai recapitalizar o Monte dei Paschi, no montante total de 8,8 mil milhões de euros.

 

Fontes ouvidas pelo Financial Times realçam que o Banca Popolare di Vicenza e o Veneto Banca são o próximo foco de tensão, depois da crise que assolou o país ter dificultado o acesso a financiamento e a liquidez.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub