Orçamento do Estado IVA das ostras baixa para 6%

IVA das ostras baixa para 6%

É mais uma proposta de alterações ao Orçamento do Estado para 2017: o IVA das ostras, actualmente nos 23%, baixa para a taxa mínima. É uma resposta aos produtores e exportadores, que reclamavam da diferença em relação aos restantes bivalves.
IVA das ostras baixa para 6%
Jorge Miguel Gonçalves/Sábado

O PS vai fazer a vontade aos produtores de ostras e reduzir de 23% para 6% o IVA aplicado a estes produtos. A lógica é que se trata de um bem exportado que actualmente se encontra em desvantagem face a outros produtos do género, que beneficiam já do imposto a uma taxa reduzida.

 

Esta é uma reivindicação já antiga da Associação Portuguesa de Aquacultura, segundo a qual o facto de o IVA das ostras se manter na taxa máxima tem vindo a "estrangular" o desenvolvimento do sector em Portugal.

 

"Não conseguimos ter maternidades cá. Os produtores preferem ir buscar [as ostras] a França porque sai mais barato e achamos que o IVA deve baixar para os 6% como o dos restantes bivalves e peixes" afirmou Fernando Gonçalves, presidente da APA à Lusa no início deste ano, quando se preparava ainda o Orçamento do Estado para 2016. Só agora, no Orçamento do próximo ano, é que os produtores verão a sua reivindicação ouvida. 




A sua opinião16
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas


PS - COSTA LADRÃO mantém e agrava a austeridade sobre os trabalhadores.

A CGA é um esquema de Ponzi que nem o Madoff se lembraria de fazer!

As pensões antigas foram calculadas com base em perspectivas de crescimento do PIB, de 3% ao ano!

Como os Governos não querem mexer nas pensões em curso, são os mais novos quem paga (por isso emigram).


comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Estas jornaleiras devem ser despedidas....não sabem o que é o Iva, nem sonham que o Iva é neutro nas exportações/importações ! Enfim, já dá nojo ler notícias!

nb Há 2 semanas

Não será para beneficiar a maioria dos portugueses. Afinal, quem como ostras?

Anónimo Há 2 semanas

É para esta esquerda fascista continuar os hábitos que sempre tiveram mas a preços acessíveis

Maria Há 2 semanas

Ostras são agora um bem de primeira necessidade? Vendas ao estrangeiro não pagam IVA, portanto essa desculpa é uma treta, como é habitual no PS. Que palhaçada. Desçam o IVA para todos os produtos. 23% é um roubo.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub