Defesa Jerónimo diz que ministro da Defesa errou "quando não assumiu" responsabilidades por Tancos

Jerónimo diz que ministro da Defesa errou "quando não assumiu" responsabilidades por Tancos

O secretário-geral do PCP acusou hoje o ministro da Defesa Nacional de errar ao não assumir responsabilidades políticas no caso do desaparecimento de armas dos paióis de Tancos e afirmou caber ao primeiro-ministro avaliar a situação.
Jerónimo diz que ministro da Defesa errou "quando não assumiu" responsabilidades por Tancos
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 12 de setembro de 2017 às 12:24
"O ministro da Defesa não acertou quando não assumiu, designadamente, responsabilidades políticas. Creio que não pode sacudir responsabilidades, tendo em conta as responsabilidades que lhe são atribuídas pela Constituição da República Portuguesa", disse Jerónimo de Sousa.

O líder comunista falava aos jornalistas à margem de uma acção de pré-campanha autárquica, em Algés, ladeado pela cabeça de lista da Coligação Democrática Unitária (CDU) e líder parlamentar do partido ecologista "Os Verdes", Heloísa Apolónia.

"É da responsabilidade do primeiro-ministro. Não é o PCP que determina ou decide. O Governo, particularmente o primeiro-ministro, avaliará as condições políticas para o exercício do Ministério da Defesa", continuou, defendendo o apuramento da verdade sobre o desaparecimento de armas dos paióis de Tancos.

A propósito do desaparecimento de armas dos paióis de Tancos, em entrevista publicada no domingo no DN e transmitida na rádio TSF, o ministro da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, referiu-se à falta de provas visuais, testemunhais ou confissão e admitiu que, "no limite", pode não ter havido qualquer roubo.

Na segunda-feira, CDS-PP formalizou um requerimento para a audição do ministro da Defesa Nacional na comissão parlamentar, pretendendo que clarifique as suas declarações e preste todos os esclarecimentos sobre as averiguações do desaparecimento de armas de Tancos.

Na reunião da comissão que está marcada para hoje, o CDS-PP vai propor que seja acrescentado um tópico à agenda da deslocação do ministro ao parlamento agendada para dia 20 deste mês.

A audição tinha sido pedida pelo PSD antes das férias parlamentares, para Azeredo Lopes falar sobre as Forças Nacionais Destacadas, as relações com a NATO e sobre a Política Europeia de Segurança e Defesa.

Em Junho, o Exército revelou a violação dos perímetros de segurança dos Paióis Nacionais de Tancos e o arrombamento de dois 'paiolins', tendo desaparecido granadas de mão ofensivas e munições de calibre nove milímetros.

Entre o material de guerra furtado dos Paióis Nacionais de Tancos estavam "granadas foguete anticarro", granadas de gás lacrimogéneo e explosivos, segundo a informação divulgada pelo Exército.



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
A HIPOCRISIA EA INCOERÊNCIA DO PCP Há 1 semana

É absolutamente execrável a POSIÇÃO OFICIAL DO PCP, qt ao apoio ao regime dinástico e criminoso da COREIA DO NORTE, q mantém na mais ignominiosa fome a sua população, para prosseguir com o arsenal nuclear, q pode lançar o mundo numa guerra.
LEMBRAM-SE DO PCP A FAZER A APOLOGIA DA PAZ ... ?

A HIPOCRISIA E A INCOERÊNCIA DO PCP ( 2 ) Há 1 semana

O mesmo se diga do apoio incondicional do PCP ao regime da Venezuela, que pisou aos pés a eleição democrática do povo venezuelano para a Assembleia Nacional, com a vitória da Oposição, a fim de a substituir por uma eleição-farsa.
ONDE ESTÁ O PCP QUE TANTO BRAMAVA PELA SOBERANIA DO VOTO POPULAR ?

A HIPOCRISIA E A INCOERÊNCIA DO PCP ( 3 ) Há 1 semana

Idem, para a defesa intransigente q o PCP faz do MPLA, q sustém o governo super-corrupto angolano dos generais, ao mm tempo q o povo profundo de Angola jaz numa vergonhosa fome,a filha do ex-PR, ISABEL DOS SANTOS se tornou a mulher mais rica de África e o seu irmão compra um relógio por € 500.000

Ciifrão Há 1 semana

O ministro lá tem alguma responsabilidade sobre o assunto, o que poderia fazer a seguir ao roubo é outra conversa.

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub