Angola João Lourenço confirmado como sucessor de Eduardo dos Santos

João Lourenço confirmado como sucessor de Eduardo dos Santos

O comité central do MPLA aprovou esta sexta-feira o nome de João Lourenço como cabeça de lista às eleições de Angola que se realizam este ano. Bornito de Sousa será o número dois e candidato a vice-presidente.
João Lourenço confirmado como sucessor de Eduardo dos Santos
Celso Filipe 03 de fevereiro de 2017 às 10:57
João Lourenço foi esta sexta-feira, 3 de Fevereiro, indicado como o cabeça de lista do MPLA às eleições gerais em Angola que se realizam este ano, confirmando-se assim que será o sucessor de José Eduardo dos Santos na liderança do país, caso o partido vença o acto eleitoral.

A escolha de João Lourenço (na foto), actual ministro da Defesa, foi ratificada na reunião extraordinária do comité central do MPLA que está a decorrer no Futungo de Belas, em Luanda.

A cúpula do MPLA validou ainda a escolha de Bornito de Sousa, ministro da Administração do Território, como número dois da lista, o que na prática significa que é candidato a vice-presidente de Angola.

Também parece agora seguro, ao contrário das primeiras informações, que José Eduardo dos Santos não integrará a lista do MPLA. A TPA (Televisão Popular de Angola) avançou que o terceiro lugar da lista em que poderia surgir o actual Presidente da República será ocupado por Paulo Kassoma, o quarto por Luzia Inglés Van-Duném e o quinto por Joana Lina Baptista Cândido. 

Em Março do ano passado, José Eduardo dos Santos, que lidera os destinos de Angola desde 1979, revelou a sua intenção de abandonar a vida política activa. "Em 2012, em eleições gerais, fui eleito Presidente da República e empossado para cumprir um mandato que nos termos da Constituição da República termina em 2017. Assim, tomei a decisão de deixar a vida política activa em 2018", afirmou na ocasião. Embora deixe a presidência do país, José Eduardo dos Santos irá continuar, pelo menos durante mais um ano, como líder do MPLA.

Segundo a Angop, José Eduardo dos Santos, que falou no início da reunião extraordinária, defendeu que o país se deve desenvolver a "confiar no servidores públicos" e que há urgência em tornar funcional "a área do comércio externo com quadros capazes".

João Lourenço, o agora candidato a Presidente de Angola, nasceu no Lobito, província de Benguela, a 5 de Março de 1954.

Segundo a agência noticiosa angolana é general de três estrelas, tendo participado na guerra colonial e também na guerra que opôs o MPLA e a UNITA. Entre outros, ocupou o cargo de presidente do grupo parlamentar do MPLA.

(Notícia actualizada às 17:54 no terceiro parágrafo onde são referidos os nomes dos outros candidatos)

A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
silverio 04.02.2017

sai cachorro e fica cachorro igual será que o povo Angolano não tem direito a dizer o que pensa na orna de votos?

Anónimo 03.02.2017

Então há eleiçôes livres ou não? Tenho a impressão que entra burro e sai cavalo, mas o cavalo deixa a pata presa: Não vá o diabo tecê-las! Mais vale prevenir que remediar, depois é preciso que a menina dos ovos continue na luta para tirar a fome aos pretnhos. (DELA) Tenham LÀ CALMA, SAIO MAS FICO

Mais um "formado na Russia" 03.02.2017

Será que sabem falar russo ou tiveram professores que falavam português (made PCP)

Quantos filhos tem ? 03.02.2017

Tem 6 filhos : vai ser um regabofe !

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub