João Salgueiro: "O Tribunal Constitucional nem percebeu o que estava a fazer"
18 Julho 2012, 19:25 por Ana Laranjeiro | alaranjeiro@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
O economista João Salgueiro considera que a recomendação de realizar a consolidação orçamental em dois terços pelo lado da despesa é "boa". Mas questiona a troika sobre a forma de o fazer, "porque não é assim tão fácil".
"Acho que a recomendação [da troika] é boa. Mas perguntava-lhes se têm alguma ideia de como fazer porque não é assim tão fácil", disse o economista quando questionado pelos jornalistas sobre as indicações dadas pela troika no âmbito da quarta avaliação ao programa de ajustamento.

Como a despesa com pessoal representa 80% da despesa total, "cortar a despesa é fazer o que se estava a fazer: cortar os subsídios", sublinhou o economista.

João Salgueiro criticou também a decisão do Tribunal Constitucional de considerar inconstitucional os cortes do 13º e do 14º mês aos funcionários públicos. "Acho que o Tribunal Constitucional nem percebeu o que estava a fazer", disse o economista.

Quando questionado sobre a possibilidade de virem a existir despedimentos na Função Pública, Salgueiro disse apenas que o governo tinha três soluções: despedir, congelar salários ou reduzi-los parcialmente. "Optou-se pela redução parcial mas sem explicar", frisou.

Quanto à redução da Taxa Social Única (TSU), que deverá ser debatida na próxima avaliação, João Salgueiro apontou que "é positiva". "Se calhar não vai haver uma grande margem mas se for focada em alguns segmentos do mercado laboral pode ter algum impacto", defendeu.


Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags: