Política Jorge Lacão diz que teve inúmeras reuniões discretas com Marques Mendes

Jorge Lacão diz que teve inúmeras reuniões discretas com Marques Mendes

O actual deputado socialista recordou em plenário que, nos anos 1990, quando ele próprio e Marques Mendes eram líderes parlamentares do PS e PSD, respectivamente, mantiveram várias reuniões "sem actas pelo meio". Marques Mendes considerou "vergonhoso" o processo relativo à aprovação da lei de financiamento dos partidos.
Jorge Lacão diz que teve inúmeras reuniões discretas com Marques Mendes
Cofina Media
Lusa 04 de janeiro de 2018 às 17:21
O dirigente socialista Jorge Lacão contou esta quinta-feira, 4 de Janeiro, em plenário, na Assembleia da República, que teve em 1996 e 1997 inúmeras reuniões discretas, "sem actas pelo meio", com o então presidente do Grupo Parlamentar do PSD, Marques Mendes.

Marques Mendes, enquanto comentador político da SIC, classificou recentemente como "vergonhoso" o processo político-parlamentar que conduziu à aprovação das alterações à lei de financiamento dos partidos - um diploma entretanto vetado pelo Presidente da República.

A questão relacionada com o passado político de Marques Mendes surgiu na sequência de uma pergunta formulada pelo coordenador do grupo de trabalho para a revisão da lei de financiamento dos partidos, o deputado social-democrata José Silvano.

José Silvano questionou Jorge Lacão se a existência de reuniões informais entre deputados, entre bancadas, era assim tão pouco vulgar no parlamento, com o antigo ministro socialista a responder imediatamente que não.

Face à posição assumida por Marques Mendes no seu espaço de opinião na SIC, o antigo ministro socialista resolveu então contar alguns pormenores sobre uma das mais emblemáticas negociações políticas feitas na Assembleia da República, na década de 1990, envolvendo PS e PSD.

Jorge Lacão referiu que essas reuniões não publicitadas com o então líder parlamentar social-democrata, Marques Mendes, sempre longe da presença dos jornalistas, ocorreram sobretudo no âmbito das negociações para a revisão constitucional de 1997, num período em que ele próprio desempenhava as funções de líder parlamentar do PS.

"Agora na qualidade de comentador político, um antigo líder parlamentar e presidente do PSD considerou que este processo tinha sido uma vergonha. Mas ele mesmo, no âmbito da revisão constitucional de 1997, reuniu-se comigo uma série de vezes, informalmente, aqui, no parlamento", contou o antigo ministro socialista.

Jorge Lacão acrescentou ainda que essas reuniões "nunca tiveram atas pelo meio, que António Guterres era então secretário-geral do PS e que Marcelo Rebelo de Sousa, actual chefe de Estado, era presidente do PSD".

"E este processo produziu resultados: A revisão constitucional de 1997", rematou.

Logo a seguir, o deputado do PEV José Luís Ferreira pegou neste episódio e aproveitou para condenar "o discurso antipartidos", considerando-o "um perigo para a democracia".

O deputado socialista respondeu logo a seguir: "Está na moda fazer dos partidos políticos bombos de festa face a qualquer dificuldade".



A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado SÍTIO MUITO MANHOSO 04.01.2018


...obrigado pela informação, que não era necessária, pois todos sabemos a gatunagem que na A. R. prolifera...sempre nas costas do povo e também sabemos que só estão na A.R. para olhar pela própria vidinha !!!

...agradecidos pela confirmação, desnecessária !!!

comentários mais recentes
Mr.Tuga 05.01.2018

....
Mais um SEBENTO carreirista do clube do Largo dos RATOS....

pertinaz 05.01.2018

ESCUMALHA

Vergonha que estes Porcos nunca tiveram 05.01.2018

Como diz meu compadre estamos bem desgovernados com corjas deste calibre. Mas e alguma novidade que estes Porcos Politicos, fazem da Assembleia uma Grande Feira de Gado? Bem dizia o SoAres pais sem Lei. Porque ele sempre meteu negocios na politica Massonaria ao Ataque. Vate Lacao.

helena costa 04.01.2018

Este era muito bem recebido na Venezuela afinal é um Lacão (pernil de porco) faltava era defumá-lo para ser mais gostoso, assim cru é muito desincha-vidas.

ver mais comentários
pub