Justiça Juiz suspende acordo com delatores do Lava Jato e determina a sua prisão

Juiz suspende acordo com delatores do Lava Jato e determina a sua prisão

Joesley Batista, um dos delatores do caso Lava Jato, foi alvo de um mandato de detenção. O juiz relator do processo diz que este responsável omitiu informação, o que faz com que o acordo feito com as autoridades perca validade.
Juiz suspende acordo com delatores do Lava Jato e determina a sua prisão
Bloomberg
Negócios 10 de setembro de 2017 às 18:09

O ministro Luiz Edson Fachin, relator do processo Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), decretou a detenção por cinco dias do empresário Joesley Batista, dono do grupo J&F, e do executivo Ricardo Saud, delatores do caso que está a ser apreciado. 

 

Em causa está a omissão de informação neste processo que era obrigatória para que os dois pudessem beneficiar de um acordo de delação premiada, defende o relator.

 

Assim sendo, os dois responsáveis deixam de beneficiar da imunidade que lhes era garantida por terem colaborado no processo.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub