Angola Julgamento de Manuel Vicente ameaça exportações para Angola
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Julgamento de Manuel Vicente ameaça exportações para Angola

O caso do ex-vice-presidente de Angola vai ter repercussões nas relações bilaterais. O Governo de João Lourenço prepara-se para responder à “ofensa” com sanções económicas a Portugal.
Julgamento de Manuel Vicente ameaça exportações para Angola
Miguel Figueiredo Lopes/Presidência da República
Celso Filipe 15 de janeiro de 2018 às 23:20

Manuel Vicente não vai ser julgado no âmbito da chamada Operação Fizz. Esta é a convicção das autoridades angolanas, assente no facto de a justiça portuguesa ter falhado a notificaçã

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião18
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Anónimo 16.01.2018

Ameaça as exportações? Exporta-se para outro lado! Ao contrário de Angola, Portugal é um Estado de direito. Quem está mal são os Angolanos.

comentários mais recentes
Hai Magano 16.01.2018

Nao sei porque isto e tema de jornal de caserna. O Gajo Comprou&rrope muitos...tugas e porque os Donos de Angola querem julgar o rafeiro la???E que a Justica feita pelos Generais e Bufos da Denic, e do tempo do Colono tuga Julgava-se o pobre o rico era o Calcinhas.

Dono dos Burros 16.01.2018

Acho bem. Um país que não prende Sócrates e Salgado, vai incomodar outros? Roubaram? Ainda bem, desde que o dinheiro seja investido em Portugal. Venha ele. Agora querem dizer ao Preto o que ele deve fazer, quando a limpeza em casa é como se vê. É presunção, daí cada um toma a que quer

Ricardo 16.01.2018

Acabei de ver um comentário racista ser liberado? isso sim é crime e devia ser punido como aqui no Brasil, primeiro não poderia ser liberado em segundo aqui seria denunciado pelo MP ou até pessoa fisica e indiciado por crime de racismo que aqui no Brasil dá cana para um desgraçado desses...

Anónimo 16.01.2018

O PRETO É MESMO CASMURRO MAS O MINISTÉRIO PÚBLICO TAMBÉM NÃO SE PORTOU LÁ MUITO BEM.

EM VEZ DE DIZER QUE NÃO ENVIAVA O PROCESSO PARA ANGOLA POR NÃO CONFIAR NA JUSTIÇA DAQUELE PAÍS, PODERIA DAR OUTRA DESCULPA MAIS DIPLOMÁTICA.

EU SE FOSSE ANGOLANO TAMBÉM NÃO FICAVA MUITO SATSIFEITO COM A DESCULPA. AINDA MAIS QUE, A JUSTIÇA POR AQUI TAMBÉM NÃO É GRANDE COISA.
RESUMINDO:
É TUDO PARA ENTALAR O COSTA, QUE NESTE CASO NÃO TEM CULPA NENHUMA E ESTÁ A LEVAR COM O EMBRULHO!

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub