União Europeia Juncker diz que processo independentista da Catalunha foi "um desastre"

Juncker diz que processo independentista da Catalunha foi "um desastre"

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considerou este domingo, 19 de Novembro, que o processo independentista da Catalunha foi "um desastre" e que "nunca devia ter acontecido", reafirmando o apoio da Europa a uma Espanha unificada.
Juncker diz que processo independentista da Catalunha foi "um desastre"
Reuters
Lusa 19 de novembro de 2017 às 16:22
As declarações foram publicadas em entrevista ao jornal espanhol El País, ao qual Jean-Claude Juncker afirma que "a Catalunha é uma enorme preocupação".

"Não gosto da situação que provocou, é um desastre", sublinha o presidente da Comissão Europeia.

O processo independentista "rarefez a atmosfera política, gerou uma fratura interna na sociedade espanhola e na catalã: criou problemas dentro das famílias, entre os amigos", declarou, acrescentando que "é triste" e que "nunca devia ter acontecido".

Juncker considera que os independentistas catalães "não devem subestimar o amplo apoio que o chefe do Governo espanhol, Mariano Rajoy, tem em toda a Europa".

O presidente da Comissão Europeia diz ainda que nunca teve um contacto pessoal com o exonerado chefe do Governo catalão, Carles Puigdemont, e que Rajoy "é um grande amigo" e que apoia "a postura do Governo espanhol".

"Estou a favor de quem respeita a lei. A UE baseia-se no império da lei, e o que os meus amigos catalães fizeram foi o contrário: desrespeitaram a lei. Estou com quem respeita o quadro institucional, não posso suportar quem viola isso", afirma o líder europeu.

O Governo espanhol convocou eleições na Catalunha para 21 de Dezembro, depois de ter decidido aplicar o artigo 155.º da Constituição, que suspende a autonomia da região. O executivo regional foi destituído e o parlamento regional dissolvido.

As decisões do executivo de Mariano Rajoy, apoiadas pelo maior partido da oposição, os socialistas do PSOE, aconteceram depois de a declaração de independência da Catalunha ter sido aprovada, em 27 de Outubro, por 70 dos 135 deputados do parlamento catalão. A votação decorreu sem a presença da oposição, que abandonou a assembleia regional.



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Não existe nada de mais. O povo da Catalunha só quer o respeito da Espanha, da Europa e do Mundo.

General Ciresp Há 3 semanas

Tens o meu apoio mas sem BEIJOCA.Beija la o selfie que treinou para essa finalidade.

mario_rui Há 3 semanas

Pobre UE que é dirigida por um traficante de influências!...

Os europeus livres e democratas estão contra estes corruptos da UE e a favor da liberdade dos povos, como o catalão!...

Anónimo Há 3 semanas

Não ouvimos este senhor pronunciar-se sobre o processo independentisia da Escócia com tanta clareza.

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub