Política Juncker reúne-se com António Costa em Lisboa na 'rentrée' de 2017

Juncker reúne-se com António Costa em Lisboa na 'rentrée' de 2017

O presidente da Comissão Europeia participará no seminário diplomático organizado pelo ministério dos Negócios Estrangeiros.
Juncker reúne-se com António Costa em Lisboa na 'rentrée' de 2017
Reuters
Lusa 16 de Dezembro de 2016 às 12:15

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, desloca-se a 5 de Janeiro a Lisboa, onde se reunirá o primeiro-ministro, António Costa, e participará no seminário diplomático organizado pelo ministério dos Negócios Estrangeiros, anunciou hoje o executivo comunitário.

 

O porta-voz da Comissão, Margaritis Schinas, indicou hoje que, após a última reunião do ano do colégio de comissários, agendada para a próxima quarta-feira, 21 de Dezembro, em Bruxelas, a primeira actividade prevista do presidente do executivo para depois do período de festas, na 'rentrée' de 2017, é a deslocação a Portugal.

 

"Após o Natal, no Ano Novo, o presidente (da Comissão) deslocar-se-á a Lisboa, a 5 de Janeiro, onde se encontrará com o primeiro-ministro português, António Costa, e discursará perante os embaixadores portugueses, que estarão reunidos no seu encontro anual, o seminário diplomático de 2017", anunciou o porta-voz.

 

A última deslocação de Jean-Claude Juncker a Lisboa teve lugar em Março passado, por ocasião da tomada de posse do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 4 dias


Ladrões FP & CGA SEMPRE A ROUBAR À GRANDE

Por que razão o cálculo da pensão da sua CGA era mais generoso do que o cálculo da pensão do regime geral?

Porquê?

Por que razão uns tinham reforma de filhos e outros reforma de enteados?

Esta discrepância logo à partida é que é razão para indignação, meu caro amigo.

A equiparação prometida é da mais elementar justiça.

Por que razão trabalha V. Exa. menos 5 horas semanais do que os trabalhadores dos sectores privados?

Pior: além de trabalhar menos horas, ainda tem direito a mais dias de férias.

Porquê?

Que razões podem justificar estes privilégios injustificáveis?

Que aritmética laboral pode justificar esta diferença entre V. Exa. e a restante população?

Que equidade pode existir aqui?

comentários mais recentes
Anónimo Há 4 dias


Ladrões FP & CGA SEMPRE A ROUBAR À GRANDE

Por que razão o cálculo da pensão da sua CGA era mais generoso do que o cálculo da pensão do regime geral?

Porquê?

Por que razão uns tinham reforma de filhos e outros reforma de enteados?

Esta discrepância logo à partida é que é razão para indignação, meu caro amigo.

A equiparação prometida é da mais elementar justiça.

Por que razão trabalha V. Exa. menos 5 horas semanais do que os trabalhadores dos sectores privados?

Pior: além de trabalhar menos horas, ainda tem direito a mais dias de férias.

Porquê?

Que razões podem justificar estes privilégios injustificáveis?

Que aritmética laboral pode justificar esta diferença entre V. Exa. e a restante população?

Que equidade pode existir aqui?

Anónimo Há 4 dias

Vem buscar o cheque! Mas cuidado, que a OCTAPHARMA agora demora mais a descontar!

pub