Economia Kofi Annan alerta: Sem reforma, Conselho de Segurança da ONU perderá legitimidade

Kofi Annan alerta: Sem reforma, Conselho de Segurança da ONU perderá legitimidade

O ex-secretário-geral das Nações Unidas Kofi Annan defendeu hoje, em Marrocos, a necessidade de reformar o Conselho de Segurança, alargando o número de assentos permanentes, mas sem direito de veto, sob pena de este órgão perder a sua legitimidade.
Kofi Annan alerta: Sem reforma, Conselho de Segurança da ONU perderá legitimidade
Reuters
Negócios com Lusa 08 de abril de 2017 às 13:51

"A estrutura actual do Conselho de Segurança é baseada na realidade geopolítica da Segunda Guerra Mundial. O mundo mudou e nós temos de nos adaptar e isso não está a acontecer", alertou hoje Kofi Annan, numa intervenção no "Fim-de-semana da Governação Ibrahim", que decorre até domingo em Marraquexe, Marrocos.

Sobre a Síria, Kofi Annan considera que o conflito exige a cooperação entre EUA e Rússia.

O ganês Kofi Annan foi, entre 1 de Janeiro de 1997 e 1 de Janeiro de 2007, o sétimo secretário-geral da Organização das Nações Unidas. Foi sucedido pelo sul-coreano Ban Ki-moon, que deu lugar a António Guterres (na foto) no início deste ano.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump 08.04.2017

Pois Kofi para que tal aconteca,precisa primeiro de um novo conselheiro,sobretudo mais jovem e conhecedor dos dossies.O actual serve para trabalhar numa leiloeira:berrar e mais berrar e o seu carimbo.