Saúde Legionella na Cuf Descobertas: foco de infecção pode estar nos duches

Legionella na Cuf Descobertas: foco de infecção pode estar nos duches

O Hospital Cuf Descobertas, em Lisboa, onde foram detectados quatro casos de legionella, admite que o número de pessoas infectadas pode ser superior. E que o foco de infecção poderá estar nas águas sanitárias e duches.
Legionella na Cuf Descobertas: foco de infecção pode estar nos duches
Lusa
Negócios com Lusa 28 de janeiro de 2018 às 19:01

Quatro casos da doença dos legionários – legionella - foram detetados no Hospital Cuf Descobertas, em Lisboa, do Grupo José de Mello Saúde, anunciou este domingo a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

 

O hospital também confirmou, pouco depois, o sucedido, dizendo que os doentes – todos eles do sexo feminino, segundo a DGS – se encontram estáveis e com prognóstico positivo.

 

Mais ao final da tarde, pelas 18:00, Paulo Gomes (na foto, ao centro), director clínico adjunto deste hospital, afirmou em conferência de imprensa que, dos quatro casos, duas são pacientes que ali tinham estado há algumas semanas e as outras duas são auxiliares de saúde.

 

Segundo o mesmo responsável, o foco de infecção poderá estar nas águas quentes sanitárias e duches – e não em torres de refrigeração, como aconteceu recentemente no Hospital São Francisco Xavier, dado que estas não existem no Cuf Descobertas.

"Foram efectuadas colheitas e amostras em todo o hospital e vamos ter resultados em breve. Como não temos torres de refrigeração, a existir será nas águas quentes sanitárias e foram tomadas todas as medidas e o tratamento realizado como se houvesse contaminação confirmada", defendeu, citado pela Lusa.

Mas será preciso ainda localizar oficialmente esse foco, afirmou, já que ainda não existe confirmação de que a origem esteja no hospital.

O director clínico adjunto confirmou também que os duches foram suspensos. "Para além das medidas curativas, de esterilização das águas quentes sanitárias, foram também tomadas medidas de protecção, como a suspensão do uso do duche", frisou, explicando que o objectivo foi impedir a inalação de aerossóis contaminados.

Paulo Gomes adiantou ainda existir a possibilidade de haver mais casos além destes quatro já identificados.

 

O hospital CUF Descobertas continua a funcionar com normalidade, sem que nenhum serviço tivesse sido interrompido.

 

A bactéria 'legionella' é responsável pela doença dos legionários, uma forma de pneumonia grave que se inicia habitualmente com tosse seca, febre, arrepios, dor de cabeça, dores musculares e dificuldade respiratória, podendo também surgir dor abdominal e diarreia. A incubação da doença tem um período de cinco a seis dias depois da infecção, podendo ir até dez dias.

 

A infecção pode ser contraída por via aérea (respiratória), através da inalação de gotículas de água ou por aspiração de água contaminada. Apesar de grave, a infecção tem tratamento efectivo.





Saber mais e Alertas
pub