Função Pública Lei que acaba com cortes salariais a excedentários entra em vigor na quinta-feira

Lei que acaba com cortes salariais a excedentários entra em vigor na quinta-feira

A lei que cria o novo regime de valorização profissional, eliminando cortes aos trabalhadores que forem considerados excedentários e afastando o risco de despedimento, já foi publicada e entra em vigor na próxima quinta-feira, dia 1.
Lei que acaba com cortes salariais a excedentários entra em vigor na quinta-feira
Bruno Simão/Negócios

A lei que cria o novo regime de valorização profissional da Função Pública, eliminando os cortes aos trabalhadores que forem considerados excedentários e afastando o risco de despedimento, já foi publicada em Diário da República e entra em vigor na próxima quinta-feira, dia 1 de Junho.

As pessoas que estão em situação de requalificação, entre as quais se contavam 492 trabalhadores inactivos no final de Março, terão 60 dias a contar da próxima quinta-feira para escolher uma de quatro opções.

Entre as opções estão o regresso a actividade através do novo regime (que passa pela secretaria-geral do ministério, como adiante se explicará), cessação por acordo, manutenção da situação que têm até à reforma (com os cortes, caso tenham mais de 55 anos), ou passagem a licença sem remuneração, que é também o que se aplica se nada escolherem.

PCP e BE exigiram fim dos cortes

Inicialmente, o Governo propôs aos sindicatos uma redução dos cortes que foram agravados na última legislatura, e que no segundo ano podiam chegar aos 60%. Mas meses depois dos protestos de PCP e Bloco de Esquerda,  o Governo deixou cair a intenção de aplicar reduções remuneratórias a quem passa para o novo sistema.

Em futuras situações de reestruturação, quem for considerado excedentário será integrado na secretaria-geral, com o salário por inteiro. O objectivo é que tenha formação num prazo relativamente curto – três meses – e que seja recolocado noutro posto de trabalho do Estado. Se não o conseguir ficará na secretaria-geral do ministério.

 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 30.05.2017


PS - PCP - BE - e seus votantes - são uns PHILHOS DE PHU TA que xupam o sangue ao POVO...

para dar mais dinheiro e privilégios aos ladrões FP-CGA.


comentários mais recentes
Anónimo 30.05.2017

é melhor era darem a reforma as pessoas ja andamos a trabalhar muitos anos nao fazem nada levam que tempos para fazer alguma coisa é demais

Anónimo 30.05.2017


PS - PCP - BE - e seus votantes - são uns PHILHOS DE PHU TA que xupam o sangue ao POVO...

para dar mais dinheiro e privilégios aos ladrões FP-CGA.


pub