Cultura Leilão de obras de arte de David Bowie garante perto de 28 milhões de euros

Leilão de obras de arte de David Bowie garante perto de 28 milhões de euros

Artigos da colecção privada de arte do músico britânico David Bowie, falecido em Janeiro, foram leiloados na quinta-feira em Londres, com um dos objectos a ser arrebatado por mais de oito milhões de euros.
Leilão de obras de arte de David Bowie garante perto de 28 milhões de euros
Reuters
Negócios com Lusa 11 de Novembro de 2016 às 07:41
O artigo mais caro - o graffiti inspirado na obra "Air Power" de Basquiat - foi vendido por 7,09 milhões de libras (8,2 milhões de euros), superando as expectativas, que apontavam valores entre 2,5 e 3,5 milhões de libras (2,9 a 4,1 milhões de euros).

Bowie comprou esta pintura, que mostra rostos agressivos sobre um fundo em vermelho intenso e diferentes tons de castanho, um ano depois de protagonizar o filme "Basquiat" (1996), no qual interpretou o artista da "pop art" Andy Warhol.

O quadro de Basquiat - que morreu de 'overdose' em 1988, aos 27 anos - foi um dos 47 objectos de arte da colecção de David Bowie leiloados na quinta-feira pela leiloeira internacional Sotheby's. A maioria era de arte moderna britânica, que garantiram 24,3 milhões de libras (27,9 milhões de euros).

Mais 300 obras de arte da lenda rock, que faleu em Janeiro aos 69 anos vítima de cancro, ainda irão a leilão esta sexta-feira. 

O encaixe do leilão vai para a herança de David Bowie, diz o Telegraph, que deixou a sua fortuna à mulher e aos filhos Duncan and Alexandria. Iman, a supermodelo com quem Bowie casou em 1992, recebeu metade dos bens do cantor, incluindo a residência em Manhattan, Nova Iorque. A propriedade de Little Tonshi Mountain em Ulster foi deixada à filha mais velha que, por ter 15 anos, terá de ser gerida por um fundo. Alexandria recebe 25% da fortuna de Bowie, mas só passará efectivamente si quando fizer 25 anos, de acordo com o testamento, entretanto conhecido e citado pela CNN.

Ao filho Duncan, de 44 anos, foram deixados os outros 25% da fortuna.

Três obras de Damien Hirst foram também vendidas na quinta-feira, incluindo um trabalho com a colaboração de Bowie, vendido por 785 mil libras (904 milhões de euros).

Outro trabalho do modernista Basquiat, "Untitled", foi vendido por 2,4 milhões de libras (2,7 milhões de euros), acima do estimado, entre 500 e 700 mil libras (575 e 806 mil euros).

O segundo artigo mais caro leiloado foi a pintura a óleo datada de 1965 e intitulada "Head of Gerda Boehm", da autoria de Frank Auerbach. O quadro foi comprado por 3,8 milhões de libras (4,3 milhões de euros) depois de o valor ter sido estimado entre 300 e 500 mil libras (345 e 575 mil euros).

David Bowie morreu a 10 de Janeiro, em Nova Iorque, vítima de cancro, dois dias após lançar o seu derradeiro álbum, "Blackstar", gravado quando já se encontrava doente.

O autor de temas como "Life on Mars" e "Space Oddity" escondeu dos olhos do público a sua faceta de coleccionador de pintura, escultura e móveis, que agora se revela pela primeira vez.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub