Empresas Leixões contentorizou mais 6% em 2016

Leixões contentorizou mais 6% em 2016

Leixões recuperou em 2016 quase todos os contentores “perdidos” no ano anterior, ao fechar o último exercício com um crescimento de 5,9% da carga contentorizada. A “rebentar pelas costuras”, a expansão do terminal continua sem sair do papel.
Leixões contentorizou mais 6% em 2016
O terminal de contentores de Leixões registou em 2016 o seu segundo melhor resultado de sempre, depois do recorde atingido em 2014.
Rui Neves 17 de janeiro de 2017 às 13:27

O TCL ficou a pouco mais de 10 mil TEU (cada TEU equivale ao tamanho padrão de um contentor de 20 pés de comprimento) de ultrapassar o recorde registado em 2014.

No ano passado, o concessionário do terminal de contentores de Leixões movimentou 648,8 mil TEU, o que representou um crescimento de 5,9% face ao registado em 2015, ano em que processou menos 6,4% do que no ano anterior.

O último mês de 2016 correu bastante bem ao concessionário, ao averbar um crescimento homólogo de 6%. "Nem a quadra festiva interrompeu a laboração diária do TCL. Entre o Natal e o Ano Novo foram 25 os navios que escalaram o TCL para descarregar ou carregar mercadorias", realça a empresa do grupo turco Yildirim.

Em Dezembro, foram movimentados 6.766 contentores neste terminal, a que corresponderam 10.717 TEU.

O dia 28 foi "o mais produtivo" do TCL em Dezembro, tendo movimentado 1.411 contentores (2.041 TEU), em resultado da operação de cinco navios.

Entretanto, o terminal de contentores de Leixões, que está "a rebentar pelas costuras" há vários anos, continua à espera da conclusão do processo de renegociação da concessão para que a sua expansão obtenha finalmente "luz verde". 


A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Força Portugal 17.01.2017

Vamos

Cláudio Carneiro 17.01.2017

Entre o Fascínio e a Ilusão dos Números - http://olharsinesnofuturo.criarforum.com.pt/t14758-entre-o-fascinio-e-a-ilusao-dos-numeros

Cláudio Carneiro 17.01.2017

Vamos a olhar da competitividade de Leixões nos dois terminais de contentores como os 648,8 mil TEUs por ano e no futuro podar acima de 920 mil TEUs, a Lisboa vais a fechar os dois terminais na margem do norte, como os 567 mil TEUs por ano atualmente e no futuro podar acima de 600 mil TEUs em novo Terminal na margem do Sul, a Setúbal vais a expansão o terminal, como os 12 mil TEUs por ano atualmente e no futuro podar acima de 700 mil TEUs e a Sines vais a expansão para os dois terminais, como os 1.5 milhões TEUs e no futuro podar o terminal XXI mais ano como os 2.5 milhões TEUs, o novo terminal Vasco da Gama em dez anos ou menos como os 4.5 milhões TEUS e mais 15 anos como a uma expansão de parque de contentores podar como os 10 milhões TEUs.

pub
pub
pub
pub