Economia Liga dos Bombeiros faz lista de 28 perguntas sobre incêndios de Pedrógão Grande

Liga dos Bombeiros faz lista de 28 perguntas sobre incêndios de Pedrógão Grande

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) elaborou uma lista de 28 perguntas sobre os incêndios de Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, para as quais exige respostas urgentes e objectivas por parte das várias entidades responsáveis.
Liga dos Bombeiros faz lista de 28 perguntas sobre incêndios de Pedrógão Grande
Cofina Media
Lusa 02 de agosto de 2017 às 20:46

A LBP anunciou, em comunicado, que enviou o conjunto de perguntas ao Presidente da República, ao Governo, grupos parlamentares, Comissão Independente criada para apurar os factos relativos ao incêndio de Pedrógão Grande e à Universidade de Coimbra.

 

"'Ajudem-nos a entender porquê' é o título desse conjunto de questões, 28 no total, que a LBP considera fundamental formular para que se possam retirar conclusões rigorosas sobre o ocorrido em Pedrógão Grande", lê-se no comunicado.

 

Para as 28 perguntas, que vão desde o funcionamento do Posto de Comando, aos meios de socorro, Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS), resposta da Protecção Civil, evacuações ou meios aéreos, a LBP exige respostas urgentes, claras, concretas e objectivas.

 

A LBP quer saber, entre outras questões, se foi instalado algum gabinete de crise, por que razão e quem era o seu responsável, como e quem fez a recepção às individualidades presentes ou por quem foi instalado o posto de comando, além de querer saber quem assumiu o posto de comando, quem fez a avaliação inicial do incêndio ou qual a estratégia inicial.

 

Sobre os meios de socorro, pergunta por quem foram accionados, se foram activados meios aéreos de coordenação, querendo saber igualmente informações sobre o CDOS, desde a hora de chegada ao posto de comando do primeiro elemento da estrutura operacional até ao ponto da situação do incêndio no momento da passagem de testemunho.

 

Questiona se o presidente da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) esteve presente e a que horas chegou ao teatro de operações, se foi a ANPC ou o CDOS a assumir o comando ou porque "demorou tanto tempo a definição de sectores".

 

Pergunta sobre as evacuações, os planos municipais de emergência, se existem naqueles municípios Planos Operacionais Municipais e respectivos Gabinetes Técnicos Florestais.

 

Por outro lado, quer saber a que horas chegaram as forças de segurança, quais é que estiveram no teatro de operações entre os dias 17 e 18 de Junho e com quantos operacionais, fazendo perguntas semelhantes relativamente às Forças Armadas.

 

Relativamente ao SIRESP, a Liga dos Bombeiros quer saber em que altura surgiram os problemas.

 

As perguntas dizem também respeito ao INEM, Polícia Judiciária, avisos do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), postos de vigia, bermas da estrada e distâncias de contenção, bem como à alegada queda do avião Canadair.

 

Quer também saber por que razão foram alteradas as zonas envolventes aos postos de comando, pergunta pelo acidente com a viatura de bombeiros, quando começou a desmobilização de meios, além de várias perguntas sobre as vítimas mortais resultantes dos incêndios.

 

Por último, a LBP, questiona se destas perguntas se pode concluir que houve a falência do sistema da protecção civil, ausência de coordenação, incompetência do comando, falta de organização da floresta, falta de políticas concretas para o sector florestal e agrícola, irresponsabilidade colectiva ou falência do Estado.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 03.08.2017

E NÃO PERGUNTAM O QUE FAZEM AQUELES HELICÓPTEROS NA EXTINÇÃO DE INCÊNDIOS?

ACHO PIADA AQUELA ESPÉCIE DE MEIO AÉREO QUE DESPEJA UM BALDE ÁGUA QUE NEM CHEGA AO SOLO (JÁ VI EM ACTUAÇÃO REAL), DEVE SER APENAS PARA O ESPECTÁCULO
TELEVISIVO!

pub
pub
pub
pub