Economia Lisboa: Av. António Augusto de Aguiar continua fechada sem previsão de reabertura

Lisboa: Av. António Augusto de Aguiar continua fechada sem previsão de reabertura

A Avenida António Augusto de Aguiar, em Lisboa, onde caiu uma grua na tarde de quinta-feira, continuará fechada ao trânsito até à retirada daquela estrutura, indicou à agência Lusa a PSP, que não tem previsão de quanto tempo irá demorar.
Lisboa: Av. António Augusto de Aguiar continua fechada sem previsão de reabertura
Cofina Media
Lusa 23 de junho de 2017 às 00:55

Fonte do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP referiu que aquela artéria do centro de Lisboa "vai continuar fechada enquanto procedem à retirada da grua, o que vai demorar algum tempo".

 

Assim, a PSP não tem previsão de quando aquela via irá reabrir à circulação. No local, encontram-se elementos da divisão de trânsito da PSP a coordenar o trânsito. Relativamente a alternativas, a PSP aconselha os automobilistas a seguirem "as indicações dos agentes no local".

 

A queda da grua na quinta-feira à tarde na Avenida António Augusto de Aguiar, em Lisboa, provocou ferimentos ligeiros num homem de 49 anos, disse à Lusa fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

 

De acordo com a mesma fonte, a grua terá caído sobre um hotel perto do El Corte Inglés ferindo um homem de 49 anos que estava no telhado do edifício. A vítima foi transportada para o Hospital de São José com ferimentos ligeiros.

 

A circulação naquela avenida está cortada nos dois sentidos desde cerca das 18:00, disse à Lusa fonte da PSP. Segundo fonte do Regimento de Sapadores Bombeiros (RSB), o alerta para a queda da grua foi dado às 17:46.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar