Saúde Lisboa e Algarve reforçam centros de saúde para responder à gripe

Lisboa e Algarve reforçam centros de saúde para responder à gripe

Em Lisboa, 46 centros de saúde estarão abertos no próximo sábado e 19 no domingo (passagem de ano), enquanto no Algarve os cinco centros de saúde que vão funcionar até às 22:00 na época de inverno são os de Portimão, Lagoa, Silves, Faro e Olhão.
Lisboa e Algarve reforçam centros de saúde para responder à gripe
Negócios com Lusa 29 de dezembro de 2016 às 15:53

Quarenta e seis centros de saúde estarão abertos no próximo sábado e 19 no domingo na Região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo para responderem ao aumento da procura devido à gripe, enquanto no Algarve a época de inverno contará com horários alargados em cinco centros de saúde.


Em declarações à agência Lusa, o vice-presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), Luís Pisco, confirmou uma "grande afluência" aos centros de saúde e aos hospitais devido à gripe, que "chegou mais cedo" este ano.

"Os centros de saúde têm uma rede para atender casos de doença aguda, à qual as pessoas podem recorrer se não tiverem necessidade de ir ao hospital", disse.

Segundo Luís Pisco, durante os dias da semana existem 31 locais da região que estão abertos depois das 20:00.

No Algarve, e durante todo o período de inverno, também cinco centros de saúde algarvios vão funcionar em horário alargado, até às 22:00, para reforçar o atendimento em caso de um eventual surto de gripe, informou hoje a autoridade de saúde local.

Os centros de saúde que vão funcionar até às 22:00 são os de Portimão, Lagoa, Silves, Faro e Olhão, podendo a medida ser alargada a outros centros de saúde, dependendo da afluência, informou em comunicado a Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve.

Em articulação com os estabelecimentos de saúde, a ARS/Algarve está a monitorizar a afluência aos centros de saúde e urgências hospitalares, "de modo a avaliar a necessidade de reforço de recursos humanos ou alargamento de horário, para fazer face a um eventual acréscimo/fluxo de utentes aos serviços de saúde e responder atempadamente à possibilidade de um pico do surto gripal".

A medida insere-se no Plano de Contingência para Temperaturas Extremas Adversas -- Módulo Inverno 2016/2017, e tem como objectivo reforçar "a prestação de cuidados de saúde à população, nomeadamente, nos casos de doença aguda, como gripe e infecções respiratórias".

Assim, a consulta aberta nos centros de saúde de Faro e Olhão funcionará, todos os dias, das 09:00 às 22:00. No caso dos centros de saúde de Portimão e Silves funcionará, também todos os dias, mas das 08:00 às 22:00. Já no centro de saúde Lagoa, o horário será das 14:00 às 22:00, de segunda a sexta-feira.

A ARS/Algarve recomendou ainda que, no caso de os utentes sentirem os primeiros sintomas de gripe, como tosse, dores de cabeça, febre, mal-estar e dores musculares, deverão contactar a linha de Saúde 24 (808 24 24 24), para posterior encaminhamento.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

Esta noticia foi ontem noticia no telejornal,pobre,eu diria mesmo pobressima:escandalozo 1 hospital intupir-se de ingripados.Tem gripe deita-se na cama e manda alguem da sua confianca a farmacia buscar a medicina correspondente .Nao se aprende de uns anos para os outros.1 cons.destas no hosp.100 eur

pub