Lei Laboral Luísa Guimarães é nova Inspectora-Geral do Trabalho

Luísa Guimarães é nova Inspectora-Geral do Trabalho

Luísa Guimarães, que já foi vice-presidente do Instituto da Segurança Social, vai substituir Pedro Pimenta Braz à frente da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT). Fernanda Campos, que era directora do centro local do grande porto, será a sub-inspectora.
Luísa Guimarães é nova Inspectora-Geral do Trabalho
Bruno Simão
Catarina Almeida Pereira 22 de janeiro de 2018 às 17:06
Luísa Guimarães, que já foi vice-presidente do Instituto da Segurança Social, vai substituir Pedro Pimenta Braz à frente da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT).

Fernanda Campos, que era directora do centro local do grande porto, será a sub-inspectora, de acordo com um comunicado do Ministério do Trabalho.

Licenciada em Direito, Luísa Guimarães era desde 2014 directora do programa de protecção social, governança e tripartismo no Centro Internacional de Formação da Organização Internacional do Trabalho (OIT), em Turim.

Depois de ter sido chefe de gabinete Ferro Rodrigues quando este era ministro do Trabalho, entre outras assessorias políticas, foi directora da Comissão de Coordenação do Fundo Social Europeu e vice-presidente do Conselho Directivo do Instituto da Segurança Social, entre 2006 e 2011.

Fernanda Campos, inspectora de carreira, desempenhava desde 2015 "as funções de directora do Centro Local do Grande Porto" da ACT. Licenciada em Direito exerceu até 1996 a profissão de advogada.

Pedro Pimenta Braz foi demitido na sequência da divulgação interna de um email com informações sobre uma das funcionárias, a poucos dias do final do período de cinco anos da sua comissão de serviço. 

"A nova Inspetora-Geral, Luísa Guimarães, e a nova Subinspetora-Geral, Fernanda Campos, que hoje, 22 de Janeiro, iniciaram funções, são nomeadas em regime de substituição até se concluir o procedimento concursal pela Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CReSAP)", afirma o Governo.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub