Justiça “Madoff espanhol” condenado a 13 anos e três meses de prisão

“Madoff espanhol” condenado a 13 anos e três meses de prisão

German Cardona Soler foi condenado a mais de 13 anos de prisão. Conhecido como o “Madoff espanhol”, o responsável lesou mais de 180 mil pessoas entre 2007 e 2010.
“Madoff espanhol” condenado a 13 anos e três meses de prisão
Reuters
Negócios 10 de março de 2017 às 13:39

Um tribunal espanhol condenou German Cardona Soler, ex-responsável na Finanzas Forex, a 13 anos e três meses de prisão, mais 300 milhões de euros de multa, por um esquema piramidal que lesou 183 mil pessoas, de vários países, num total de 350 milhões de euros, explica o El País. A fraude foi cometida entre 2007 e 2010.

 

Além do ex-corretor, Lina Mantilla, a sua noiva, também foi condenada a uma pena de prisão, neste caso de três anos por branqueamento de capitais e associação ilícita. Ainda havia outros dois arguidos, mas foram ilibados.

 

Cardona investiu a maior parte do dinheiro em bens imobiliários, situados em diferentes países, como o Panamá, Espanha, Colômbia, Andorra e Estados Unidos, através de paraísos fiscais.

 

O El País explica que o "Madoff espanhol" não tinha qualquer formação financeira.

 

A partir de uma pequena sucursal bancária começou a operar no mercado cambial dos EUA e a captar investidores, prometendo grandes retornos. Contudo, em vez de investir os fundos dos clientes em divisas, o responsável transferiu as aplicações para o mercado de ouro, matérias-primas e contabilizou-as como património pessoal. Entretanto, Cardona dava, através do um site, certificados aos clientes com os movimentos do dinheiro, mas eram falsos.

 

Do total do investimento, apenas 5% foi alocado ao mercado cambial.

 

O Cinco Días adianta que a pirâmide tinha sete níveis e permitia que os investidores se tornassem "promotores", subindo de nível, recebendo comissões de 0,5% dos investimentos captados através de novos clientes. No nível mais elevado, os "promotores" recebiam ainda prémios como viagens, cruzeiros, carros de luxo ou prémios para compra de casa, acrescenta o jornal espanhol.

A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Foi azar ser em Espanha 10.03.2017

Venham para Portugal que dá para roubar à grande que ninguém vai preso.

estouapau 10.03.2017

ESTA DE IMPORTAR-MOS JUIZES ESPANHOIS E´TÁ COM MUITO NÍVEL!

estouapau 10.03.2017

FCJ..
O SÓCRATES COMEÇA A CHEIRAR A MENINO DE CORO!

estouapau 10.03.2017

Madoff espanhol” condenado a 13 anos e três meses de prisão

SÓ NA MERRDA DESTE PAÍS A JUSTIÇA NÃO FUNCIONA ASSIM!

ver mais comentários
pub