Américas Maduro acusou Portugal de sabotar o Natal na Venezuela

Maduro acusou Portugal de sabotar o Natal na Venezuela

"Fomos sabotados e posso dizer de um país em particular, Portugal", afirmou Nicolas Maduro. Em causa está a compra de pernil de porco, que o presidente da Venezuela tinha garantido que ia distribuir pela população para o Natal, o que acabou por não acontecer.
Maduro acusou Portugal de sabotar o Natal na Venezuela
Reuters
Lusa 28 de dezembro de 2017 às 07:29

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou Portugal de sabotar a importação de pernil de porco por parte do governo venezuelano, que não cumpriu a promessa de distribuir entre o povo este tradicional alimento de Natal.

"O que se passou com o pernil? Fomos sabotados e posso dizer de um país em particular, Portugal. Estava tudo pronto, comprámos todo o pernil que havia na Venezuela, mas tínhamos que importar e sabotaram a compra", disse Nicolás Maduro.

O Presidente da Venezuela referiu que fez um plano e acertou os pagamentos, mas que "foram perseguidos e sabotados os barcos" que traziam o pernil.

Nicolás Maduro lamentou ainda que alguns países tenham bloqueado as contas bancárias que iriam ser utilizadas para efectuar os pagamentos.




pub