Ambiente Mais de 1.500 operacionais combatem quatro grandes fogos

Mais de 1.500 operacionais combatem quatro grandes fogos

Um total de 1.520 operacionais, apoiados por 457 meios terrestres, combatiam esta madrugada quatro fogos considerados ocorrências importantes pela Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), dois deles já dominados.
Mais de 1.500 operacionais combatem quatro grandes fogos
Cofina Media
Lusa 20 de agosto de 2017 às 09:26
Os incêndios em Mação (Santarém) e Gavião (Portalegre), apesar de dominados desde sábado à noite, eram aqueles que mobilizavam mais meios pelas 04:30, de acordo com a página da ANPC.

Em Mação, onde as chamas lavram desde quarta-feira, estavam no terreno 654 operacionais e 193 veículos. Em Gavião eram 437 os operacionais que combatiam as chamas, que deflagraram na quinta-feira, apoiados por 131 viaturas.

Em curso estavam outros dois incêndios, em Ribeira de Pena (Vila Real) e na Covilhã (Castelo Branco).

Em Ribeira de Pena encontram-se 218 operacionais e 68 veículos a combater as chamas que deflagraram em Vilarinho no sábado à tarde, mantendo-se encerrado ao trânsito o troço da Autoestrada 7 (A7) até ao Arco de Baúlhe.

O presidente da Câmara de Ribeira de Pena, Rui Vaz Alves, definiu como prioritária a defesa das povoações mais próximas da linha de fogo e, segundo o autarca, foram preparados os meios necessários para, caso seja necessário, retirar pessoas.

Os operacionais estão a ser estrategicamente colocados junto a localidades, como Formozelos, para travar a progressão das chamas em direcção à aldeia.

O incêndio lavra em mato e pinhal, numa zona de relevo difícil e com poucos acessos.

O fogo na Covilhã, com duas frentes activas, era combatido por 220 operacionais e 65 meios terrestres.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub