Autarquias Mais de 20 ex-presidentes querem voltar a liderar câmaras

Mais de 20 ex-presidentes querem voltar a liderar câmaras

Muitos destes presidentes ficaram impedidos de se recandidatar em 2013 devido à lei que limita a três o número de mandatos consecutivos permitidos.
Mais de 20 ex-presidentes querem voltar a liderar câmaras
Cofina Media
Lusa 20 de agosto de 2017 às 09:18
Mais de 20 antigos presidentes de Câmaras Municipais querem voltar a ocupar o lugar em 2017, muitos deles como candidatos por movimentos independentes, por não terem o apoio do partido a que pertenceram.

Muitos destes presidentes ficaram impedidos de se recandidatar em 2013 devido à lei que limita a três o número de mandatos consecutivos permitidos.

Entre os "dinossauros" que querem voltar estão os (agora) independentes Isaltino Morais à Câmara de Oeiras (Lisboa), Narciso Miranda a Matosinhos e Valentim Loureiro a Gondomar (ambas no distrito do Porto).

Isaltino presidiu a Oeiras pelo PSD entre 1985 e 2002 e foi reeleito em 2005 e em 2009 sem o apoio social-democrata.

Narciso foi eleito presidente socialista de Matosinhos entre 1976 e 2005, tendo perdido as eleições de 2009 já à frente de um movimento independente, e Valentim foi presidente de Gondomar durante 20 anos, entre 1993 e 2013, primeiro pelo PSD e depois como independente.

A Elvas (Portalegre) concorre também como independente o antigo autarca socialista Rondão de Almeida (entre 1993 e 2013) e, em Belmonte (Castelo Branco), Amândio Melo, que esteve na Câmara durante 20 anos, 14 deles na presidência, sempre eleito pelo PS, vai candidatar-se por um movimento independente por não ter tido o apoio do partido.

Em Castelo Branco, na Covilhã, o ex-autarca Carlos Pinto, presidente deste município durante 20 anos pelo PSD, candidata-se como independente e prometeu entregar o cartão de militante, enquanto em Penamacor Domingos Torrão, que liderou o município entre 2001 e 2013, primeiro pelo PSD e nos dois mandatos seguintes pelo PS, decidiu agora avançar por um movimento independente.

João Cepa, presidente de Esposende (Braga) durante 15 anos, sempre pelo PSD, é candidato como independente e, em Pombal (Leiria), Narciso Mota, presidente entre 1993 e 2013, desfiliou-se do PSD e também encabeça um movimento de cidadãos.

Na Madeira, Carlos Pereira já foi presidente de Santana de 1988 a 2009 pelo PSD e volta agora num movimento independente.

O PS apresenta como candidato a Oeiras Joaquim Raposo, que foi 16 anos presidente do vizinho concelho da Amadora, eleito pela primeira vez em 1997.

José Veiga Maltez, presidente entre 1997 e 2013, é o candidato do PS à Câmara da Golegã (Santarém) e António Murta, que já foi presidente da Câmara durante 16 anos, volta a ser o candidato do PS em Vila Real de Santo António (Faro).

A lista do PS à Câmara de Faro é encabeçada pelo deputado António Eusébio, que já presidiu à autarquia vizinha de São Brás de Alportel durante 12 anos.

Fernando Costa, presidente das Caldas da Rainha (Leiria) durante 27 anos e vereador em Loures (Lisboa) no último mandato autárquico, é agora a proposta do PSD para Leiria.

Ainda neste distrito, o PSD anunciou o regresso de Fernando Marques, antigo presidente da Câmara de Ansião, à corrida por esta autarquia.

Fernando Seara, que alcançou o limite de mandatos em Sintra, é o candidato do PSD a Odivelas, Júlia Paula Costa é candidata social-democrata para regressar à Câmara de Caminha (Viana do Castelo) e João Marques, atual provedor da Misericórdia de Pedrógão Grande (Leiria), é a aposta do PSD para reconquistar esta câmara, que presidiu de 1997 a 2013.

Manuel Rodrigo Martins recandidata-se a Miranda do Douro (Bragança), onde foi presidente pelo PSD durante três mandatos, e em Almodôvar (Beja) o antigo presidente da Câmara pelos sociais-democratas António Sebastião volta a candidatar-se encabeçando, como independente, a lista do PSD.

Para Montemor-o-Novo, em Coimbra, o PSD escolheu Luís Leal, que liderou esta Câmara durante 12 anos, e para o Entroncamento (Santarém) o partido aposta no regresso de Jaime Ramos, que já esteve três mandatos à frente do município, até 2013.

Litério Marques foi presidente da Anadia (Aveiro) entre 1995 e 2013 com o apoio do PSD, que lhe retirou o cartão de militante quando criou o Movimento Independente Anadia Primeiro, que venceu as eleições em 2013. Agora voltou a receber o cartão de militante e é candidato de novo pelos social-democratas a esta câmara.

O ex-Governador Civil de Coimbra Jaime Ramos aparece este ano à cabeça da coligação Mais Coimbra (PSD, CDS, PPM e MPT), mas já foi presidente da Câmara vizinha de Miranda do Corvo em 1979 e 1982 pela AD (Aliança Democrática) e em 1985 e 1989 pelo PSD.

Ana Cristina Ribeiro esteve à frente da Câmara de Salvaterra de Magos (Santarém) com o apoio do Bloco de Esquerda entre 2001 e 2013 e volta a candidatar-se pelo BE à mesma autarquia.

O histórico presidente de Marco de Canaveses Avelino Ferreira Torres anunciou a intenção de se candidatar à Câmara de Amarante (Porto), mas retirou-se recentemente por questões de saúde.

António Rodrigues, antigo presidente de Torres Novas (Santarém) e apontado como provável candidato, revelou no final de julho que ia deixar o PS por estar desiludido com o partido, esclarecendo que não se iria candidatar como independente, mas deixando em aberto essa possibilidade no futuro.



A sua opinião15
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

Coimbra chega a Montemor-o-Novo?

Vou votar Há 4 semanas

Não fico em casa, isso queriam alguns, logo bem cedo voto PS.

As eleicoes dos Ladroes. Há 4 semanas

Mas porque vao votar se sao sempre os mesmos ladroes a assaltar o taxo?

Anónimo Há 1 hora

Parecem abutres. E o povão cada vez mais cegueta!

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub