Economia Mais ricos do mundo ganharam 237 mil milhões de dólares em 2016

Mais ricos do mundo ganharam 237 mil milhões de dólares em 2016

O ano que agora termina foi bom para as pessoas mais ricas do mundo, que fecham 2016 com mais 237 mil milhões de dólares do que tinham a 1 de Janeiro. O aumento da riqueza em 2016 foi superior ao do ano passado.
Mais ricos do mundo ganharam 237 mil milhões de dólares em 2016
Reuters
Negócios com Bloomberg 28 de dezembro de 2016 às 15:01

As pessoas mais ricas do mundo vão acabar 2016 com mais 237 mil milhões de dólares do que tinham no início deste ano. Assim, os maiores multimilionários mundiais ganharam mais em 2016 do que haviam amealhado em 2015.

 

De acordo com o Índice de Bilionários da Bloomberg, e apesar de se ter tratado de um ano marcado por uma forte volatilidade dos mercados, a riqueza acumulada das pessoas mais ricas do mundo aumentou 5,7% entre o início de 2016 e o fecho das bolsas na passada terça-feira, dia 27 de Dezembro, para 4,4 biliões de dólares.

 

Os ganhos foram liderados por Warren Buffet que acrescentou 11,8 mil milhões de dólares à sua fortuna ao longo deste ano, beneficiando das fortes subidas conseguidas pelos sectores financeiros e aéreos da Berkshire Hathaway, em especial depois da vitória de Donald Trump nas presidenciais norte-americanas de 8 de Novembro.

 

A Bloomberg nota que os ganhos em 2016 foram, de uma forma geral, liderados por cidadãos norte-americanos, incluindo o co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que continua a ser o homem mais rico do mundo com uma fortuna avaliada em 91,5 mil milhões de dólares.

 

Se de uma forma geral os multimilionários norte-americanos foram contra Trump, a verdade é que acabaram por beneficiar da vitória do magnata nova-iorquino, acrescentado 77 mil milhões de dólares no período que se seguiu às eleições.

 

O único não-americano a constar dos cinco que mais riqueza acumularam em 2016 foi Bernard Arnault, com o director-executivo da Loius Vuitton a elevar a sua fortuna para 38,9 mil milhões de dólares, tirando partido do bom desempenho da marca no mercado chinês.

 

E se Gates liderou ao longo de todo o ano o Índice de Bilionários da Bloomberg, Buffett acabou por ultrapassar o então segundo classificado, Amancio Ortega, o europeu mais rico e fundador da Zara detentor de uma riqueza de 71,2 mil milhões de dólares, já em Novembro.




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 30.12.2016

Não vejo europeus participarem mais deste clube, deve ser que porque a volúpia governamental preocupada em financiar seguros desemprego e outras mordomias mais além de abrigar refugiados que veem a Europa como um lugar em que residem socialistas ingênuos, resultando em impostos empobrecem todos.

Desanimado 28.12.2016

Depois não se admirem e ponham as culpas no populismo. O populismo tem as costas muito largas.

ESTES 2 ABUTRES E GEORGE SOROS FILANTROPOS ... 28.12.2016

Estes senhores representam o expoente mais elevado a que a hipocrisia pode chegar.
Porquê ?
Para branquearem a sua acumulação brutal de milhões, que faz com que muitos outros passem fome e morram mesmo dela, estes abutres autodenominam-se filantropos, por alguns trocados que dão aos mais pobres.

A VERDADE CONFIRMADA POR ESTA NOTÍCIA 28.12.2016

Do mesmo modo que a aritmética tem a prova real, assim esta notícia vem confirmar a verdade e a vergonha da estatística publicada pelo INE (organismo isento) de que o roubo brutal que o pulha Passos fez nos salários e pensões teve, como contrapartida, em Portugal, a duplicação das maiores fortunas.

ver mais comentários
pub