Economia Marcelo aceita saída de chefe da Casa Militar e nomeia general João Vaz Antunes

Marcelo aceita saída de chefe da Casa Militar e nomeia general João Vaz Antunes

O Presidente da República aceitou o "pedido de resignação" do seu chefe da Casa Militar, o tenente-general João Ramirez Cordeiro, "a seu pedido e por motivos pessoais", e nomeará para aquelas funções o tenente-general João Vaz Antunes.
Marcelo aceita saída de chefe da Casa Militar e nomeia general João Vaz Antunes
Lusa 01 de dezembro de 2017 às 00:16

Esta mudança foi divulgada no portal da Presidência da República na Internet, através de uma nota em que se refere que o tenente-general João Ramirez Cordeiro cessará funções no fim de Dezembro e que o novo titular do cargo será nomeado com efeitos a partir de 1 de Janeiro de 2018.

 

Na mesma nota, o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, agradece ao tenente-general João Ramirez Cordeiro "pela forma excepcionalmente competente, exemplar lealdade e enorme dedicação, com que exerceu as suas funções, em verdadeiro espírito de serviço público".

 

"O chefe de Estado nomeará para aquelas funções, com efeitos a partir de 1 de Janeiro de 2018, o tenente-general João Nuno Vaz Antunes", lê-se no comunicado sobre a mudança na chefia da Casa Militar do Presidente da República.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub