Política Marcelo começa a ouvir partidos sobre OE às 16:00 de segunda-feira

Marcelo começa a ouvir partidos sobre OE às 16:00 de segunda-feira

O Presidente da República vai reunir-se entre amanhã e quarta-feira com os partidos para falar sobre o Orçamento do Estado para 2018. O primeiro é o PSD, amanhã às 16:00.
Marcelo começa a ouvir partidos sobre OE às 16:00 de segunda-feira
Cofina Media
Bruno Simões 01 de outubro de 2017 às 19:49

Vai ser o PSD a estrear as audições entre os partidos e o Presidente da República sobre o Orçamento do Estado para 2018, apenas um dia depois das eleições autárquicas. Tal como já havia anunciado o Palácio de Belém, Marcelo Rebelo de Sousa receberá amanhã e na terça-feira os partidos com assento parlamentar para discutir o principal documento de política orçamental do Estado para o próximo ano. Esta tarde, Belém divulgou as horas e a ordem em que serão recebidos.

 

A comitiva do PSD será a primeira a ser recebida, às 16:00, sendo seguida do Partido Socialista, às 17:00, e do Bloco de Esquerda, às 18:00. As audiências serão depois interrompidas porque Marcelo Rebelo de Sousa irá oferecer um jantar no Palácio da Ajuda ao presidente da Geórgia, Giorgi Margvelashvili, que inicia amanhã uma visita a Portugal.

 

As reuniões serão retomadas ao final da manhã de terça-feira, dia 3, com o CDS a ser recebido às 12:30, o PCP às 13:30 e o Partido Ecologista Os Verdes às 14:30. Para quarta-feira, dia 4, fica a reunião com o PAN, marcada para as 16:00.

 

Ao contrário do que aconteceu no ano passado, em que o Presidente apenas se reuniu com os partidos já após a entrega do OE, desta vez Marcelo Rebelo de Sousa vai querer ouvir os partidos quase duas semanas antes do prazo-limite de entrega do documento, sendo que o Governo já anunciou que irá entregá-lo na Assembleia da República a 13 de Outubro.

 

Nestas audiências o Presidente também deverá abordar os resultados das eleições autárquicas.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub