Finanças Públicas Marcelo diz que Fitch vai manter "rating" de Portugal à espera da Europa

Marcelo diz que Fitch vai manter "rating" de Portugal à espera da Europa

A horas da agência de notação se pronunciar sobre a dívida portuguesa, o Presidente da República defendeu que a Fitch deixará tudo na mesma à espera das decisões das instituições europeias.
A carregar o vídeo ...
Lusa 03 de fevereiro de 2017 às 14:19
O Presidente da República defendeu hoje a necessidade de as instituições europeias reconhecerem que "Portugal está a dar passos" na redução do défice orçamental e na consolidação do sistema financeiro.

Marcelo Rebelo de Sousa, que falava hoje aos jornalistas à entrada para um almoço em casa de um casal de antigos sem-abrigo, em Lisboa, apontou as "boas notícias" hoje conhecidas como a confirmação pela UTAO [Unidade Técnica de Apoio Orçamental] da "evolução favorável do défice" e a manutenção do 'rating' pela agência Fitch.

"A UTAO já reconhece que o défice, nos cálculos dela, já vai em 2,6%, mas admite que lhe faltam elementos e não conta com algumas das que chama medidas extraordinárias e que provavelmente não são. O que quer dizer que, pouco a pouco, nos vamos aproximando daquilo que vai acabar por ser o défice à volta de 2,3% ou um bocadinho abaixo. Isso é boa notícia", defendeu.

Segundo o Presidente da República, "a segunda boa notícia é que a agência Fitch mantém o rating de Portugal, à espera das decisões das instituições europeias", verificando-se que "em três pontos está a haver uma evolução que é positiva", como é o caso do saldo primário, da balança de pagamentos nas relações com o exterior e do crescimento económico.

"É preciso confirmar estes números nos próximos meses e é preciso que as instituições europeias, olhando para isso e para a evolução do sistema financeiro, reconheçam que Portugal está a dar passos", sublinhou.



A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Este gajo (já está nesse nível), perdeu a noção completa de quando e como deve falar. Só está a prejudicar Portugal, apesar de ele (narcisista) achar o contrário.

conselheiro de estado Há 2 semanas

Ha uns tempos viu-se e foi comentado numa assinatura 1 dos presidentes lapardou a caneta da assinatura.Agora temos um caso identico:o artolas a pedir ao Fitch q leve em consideracao a manipulacao dos factos.Se tudo correu as mil maravilhas,porque subiu a divida?Vai dar banho ao cao e mergulha com el

Anónimo Há 2 semanas

Pensava eu que tinhamos um Presidente, afinal o que temos é um comentador.

CLÍNICO DE CASOS DIFÍCEIS Há 2 semanas

Não tenho mãos a medir, estou exausto. Tantos comentadores com colossais e irrevogáveis crises de AZIA! Cuidado que os medicamentos podem esgotar. Acho que é melhor emigrarem antes que o Trump descubra que sois "factos alternativos" que vos amarrais a mentiras e manipulações grosseiras. As melhoras!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub