Orçamento do Estado Marcelo fala às 18 horas sobre Orçamento para o próximo ano

Marcelo fala às 18 horas sobre Orçamento para o próximo ano

O Presidente da República marcou para esta tarde uma declaração sobre o Orçamento do Estado para 2017. A declaração será feita a partir da Presidência da República e será curta.
Marcelo fala às 18 horas sobre Orçamento para o próximo ano
Bruno Simão/Negócios
Marta Moitinho Oliveira 21 de dezembro de 2016 às 12:41
O Presidente da República marcou para esta tarde uma declaração ao país sobre o Orçamento do Estado para 2017. A declaração será curta. O Orçamento do Estado estará para chegar a Belém. 

A posição de Marcelo Rebelo de Sousa sobre o Orçamento do Estado para 2017 não é conhecida. No entanto, o facto de a declaração ser curta - o Presidente tem agenda logo às 18:05 - pode indicar que a declaração do Presidente não terá um tom negativo. 

Segundo apurou o Negócios, quando o Presidente falar o Orçamento estará há poucas horas no Palácio de Belém. A redacção final do documento terá sido aprovada pelos deputados esta semana, tendo o PS apresentado um requerimento a solicitar a dispensa do prazo previsto no regimento do Parlamento e que prevê que os deputados tenham três dias para analisar eventuais gralhas ao texto final do decreto que segue para Belém.

Depois dos avisos iniciais - quanto à necessidade do OE incentivar o investimento -, as declarações de Marcelo têm revelado que o Presidente não estará preocupado com o documento, que além disso mostrou unidade entre os parceiros.    

quanto ao Orçamento do Estado de 2016 o Presidente da República fez uma declaração ao país a explicar a promulgação do documento. Foi a 28 de Março deste ano e, num modelo diferente - sentado a uma mesa -, Marcelo revelou ver boas intenções no Orçamento de 2016, mas manifestou dúvidas em relação a alguns aspectos.

O Orçamento de 2016 parte de um "modelo inspirador", tem notórias "preocupações sociais",é uma"solução de compromisso" e não ofende a Constituição. Só que não dá garantias de que a estratégia económica vingue e que as previsões para as finanças públicas não descarrilem, forçando um plano B.

(Notícia actualizada às 13:04)



A sua opinião21
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 21.12.2016


PS vai receber donativos dos clientes do BES a quem fez um favor milionário, pago pelos portugueses!

BES

PS rouba 270 milhões de €, aos trabalhadores e pensionistas... para dar a alguns amigos "especiais".

comentários mais recentes
Carlos Couto 21.12.2016

VAI FALAR DA VERGONHA DO O. E. ENCAPOTADO..........PROPAGANDA no seu melhor .........aumenta-se tudo ........qualquer dia andamos todos com velas veja a factura da luz e da água......combustíveis............ taxa ,,,,,,,,,,,,imi....................etc etc etc............

Julia Correia 21.12.2016

Será que tb vai oferecer uma vaca voadora ao best friend Costa?

pertinaz 21.12.2016

A FUNÇÃO DE 1º MINISTRO VAI DESAPARECER

BASTA TER O PROF. MARTELO....

SAI MAIS BARATO DO QUE TER UM TRAMBIQUEIRO A DESGOVERNAR O PAÍS

António Dias 21.12.2016

O homem so pode ser de ferro. Não ha um dia que não aparece na TV. Comenta tudo. É incrível. Deviamos mudar o nosso sistema governativo. Deviamos fazer com que fosse PRESIDENCIAL. assim poupamos uma eleições tornava 100% independente de partidos. Que se lixem os partidos. So prejudicaram o POVO.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub