Mundo Marcelo falou com Trump sobre relacionamento histórico e base das Lajes  

Marcelo falou com Trump sobre relacionamento histórico e base das Lajes  

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, falou hoje por telefone com o Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, abordando o relacionamento histórico bilateral e a base das Lajes, disse à Lusa fonte de Belém.
Marcelo falou com Trump sobre relacionamento histórico e base das Lajes  
Reuters
Lusa 12 de Janeiro de 2017 às 15:14

"O Presidente da República falou há instantes com o Presidente Trump, recordando o bom relacionamento histórico entre os dois países, que é uma garantia da continuação de uma cooperação útil no futuro", afirmou à Lusa fonte da Presidência da República, cerca das 14:40.

 

Segundo a mesma fonte, foi "uma conversa de cerca de 12 minutos", durante a qual, entre outros temas, "falaram da base das Lajes", nos Açores, e Marcelo Rebelo de Sousa lembrou "que Portugal foi o primeiro país a reconhecer a independência dos Estados Unidos da América".

 

Donald Trump venceu as eleições presidenciais norte-americanas de 8 de Novembro, que disputou como candidato republicano, contra a democrata Hillary Clinton, e vai tomar posse como Presidente dos Estados Unidos no dia 20 de Janeiro, sucedendo a Barack Obama.

 

No dia seguinte a essas eleições, 9 de Novembro, Marcelo Rebelo de Sousa disse esperar que o próximo Presidente dos Estados Unidos "dê continuidade a uma grande história e a uma grande democracia", e também à "magnífica amizade" com Portugal, tendo em devida consideração o peso da comunidade lusodescendente.

 

"Foi isto que eu exprimi ao presidente eleito na mensagem que lhe enviei cedinho esta manhã", declarou o chefe de Estado aos jornalistas, à margem de uma cerimónia, em Lisboa.

 

No dia 7 de Dezembro, o Presidente da República voltou a falar deste tema, numa conferência intitulada "Portugal e os Estados Unidos da América: Parceiros num Mundo em Mudança", em Lisboa.

 

Nessa ocasião, na presença do embaixador norte-americano em Lisboa, destacou a importância dos Açores como "primeira porta para a Europa", afirmando que "a geografia não muda", e defendeu um reforço da relação entre Portugal e os Estados Unidos.

 

"Vale a pena notar que, qualquer que seja o rumo que o mundo leve, a geografia não muda. O Oceano Atlântico vai continuar a ligar os EUA à Europa e os Açores serão sempre a primeira porta para a Europa no Atlântico Norte", declarou.

 

O chefe de Estado salientou que "Portugal foi um dos primeiros estados europeus a reconhecer a independência dos Estados Unidos" e referiu-se aos dois países como "parceiros e aliados que nunca, mas nunca, devem esquecer que o são, seja em tempos de maior paz e calma, seja em tempos de desafios maiores".

(Notícia actualizada às 15:43 com mais informação)

 




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 6 dias


ESTADO NÃO DEVE PAGAR O REGABOFE DOS LADRÕES FP / CGA

OS DESCONTOS DOS BENEFICIÁRIOS CGA, NÃO CHEGAM PARA PAGAR… NEM METADE DA PENSÃO QUE RECEBEM

Não é verdade que as pensões em abono correspondam ao valor dos descontos dos beneficiários.

As pensões auferidas são muito superiores às que os pensionistas teriam direito caso apenas se utilizassem os respetivos descontos capitalizados para as pagar.

Com pressupostos muito otimistas, não seria sequer possível pagar 50% das pensões que a CGA atualmente paga, caso apenas se contassem os descontos legais feitos a favor do pensionista ao longo da sua carreira.

comentários mais recentes
Anónimo Há 6 dias

Ainda Trump não tomou posse e Marcelo quer que ele saiba que existe.
Passou noites em claro a pensar que desculpa dar para lhe ligar, quer dar uma passeata nos USA, deve querer conhecer a penthouse do Trump passar a mão no ouro.
Marcelo és mesmo doente.............

Anónimo Há 6 dias


ESTADO NÃO DEVE PAGAR O REGABOFE DOS LADRÕES FP / CGA

OS DESCONTOS DOS BENEFICIÁRIOS CGA, NÃO CHEGAM PARA PAGAR… NEM METADE DA PENSÃO QUE RECEBEM

Não é verdade que as pensões em abono correspondam ao valor dos descontos dos beneficiários.

As pensões auferidas são muito superiores às que os pensionistas teriam direito caso apenas se utilizassem os respetivos descontos capitalizados para as pagar.

Com pressupostos muito otimistas, não seria sequer possível pagar 50% das pensões que a CGA atualmente paga, caso apenas se contassem os descontos legais feitos a favor do pensionista ao longo da sua carreira.

Anónimo Há 6 dias


Ladrões PS - PCP - BE - e seus apoiantes - ROUBAM OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS

O que realmente importa aqui, é que a GERINGONÇA dá TODOS e mais alguns MOTIVOS para que Portugal passe a vida nas bocas das alcoviteiras, e não alcoviteiras!!
Que Costa não tem vergonha é um FACTO, mas eu e uma grande maioria dos Portugueses gosta de andar de cara levantada, e não é porque a selecção venceu o Europeu, e muito menos porque o Ronaldo é Português.

Mas Schauble, não por ser inteligente, mas porque não deve nada a ninguém, sabe o que diz!!!
Estamos a caminhar NOVAMENTE para um problema SÉRIO!!!
E quem o nega consegue ser tão troglodita como ele!!
Com uma diferença. Schauble é um TROGLODITA alemão que diz a VERDADE.

A geringonça é um conjunto de TROGLODITAS Portugueses que MENTEM, e exploram os seus concidadãos, em beneficio de outros, mais próximos da sua área de influência.

É caso para dizer, SÓ NOS SAI MER_DA na RIFAS!!!

Marco Matos Há 6 dias

Trump,, aquele que dará uma linguiça a quem lhe der um porco mas,,,a culpa é do Benfica!!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub