Defesa Marcelo: "Forças Armadas são um pilar insubstituível da nação"

Marcelo: "Forças Armadas são um pilar insubstituível da nação"

O Presidente da República enalteceu o papel das Forças Armadas numa altura em que o sector da Defesa está sob pressão devido ao roubo de material militar da base de Tancos.
Marcelo: "Forças Armadas são um pilar insubstituível da nação"
Pedro Catarino /Correio da Manhã
Marta Moitinho Oliveira 05 de julho de 2017 às 17:11

O Presidente da República enalteceu esta quarta-feira o papel das Forças Armadas numa altura em que o sector da Defesa está debaixo de fogo depois de ser tornado público a 29 de Junho o assalto aos Paióis Nacionais de Tancos.

"As Forças Armadas são um pilar insubstituível da nação", disse Marcelo Rebelo de Sousa, em Coimbra, durante uma cerimónia. O também comandante supremo das Forças Armadas participava na cerimónia militar de recepção do 1.º Batalhão de Infantaria Mecanizado de Rodas (Força Nacional Destacada/Kosovo Force) e Encerramento do Teatro de Operações do Kosovo. 

Ao lado de Marcelo estava também o ministro da Defesa, José Azeredo Lopes, com quem esteve na terça-feira em Tancos - a primeira visita depois do roubo de material militar e de onde saiu afirmando ter sido uma visita "muito útil em termos informativos". 

Na mesma cerimónia, o chefe de Estado defendeu que a identidade de Portugal está "intimamente" ligada às Forças Armadas e que estas têm "capacidade para dar resposta resposta aos desafios destes tempos", estando também sempre prontas a actuar.

Marcelo disse existir uma "crescente atenção e o consistente apoio do Estado para que [as Forças Armadas] se encontrem sempre em condições de cumprir a sua missão com prestígio, respeito de eficácia". 




pub