Política Marcelo garante: "Não haverá razões políticas" que impeçam o crescimento de Portugal

Marcelo garante: "Não haverá razões políticas" que impeçam o crescimento de Portugal

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou esta terça-feira a certeza, perante empresários portugueses e mexicanos, de que Portugal vai crescer nos próximos anos e assegurou que nenhum factor político ou institucional impedirá esse crescimento.
Marcelo garante: "Não haverá razões políticas" que impeçam o crescimento de Portugal
Bruno Simão/Negócios
Lusa 18 de julho de 2017 às 16:32
Salientando que "todas as análises de crise e todas as decisões sobre a crise passam pelo Presidente da República", o Chefe de Estado assegurou que "não haverá razões institucionais que limitem a capacidade de crescimento".

"Quando eu digo não haverá, não haverá", repetiu Marcelo Rebelo de Sousa, que falava na abertura do seminário económico "México e Portugal - uma viagem em comum", num hotel capital mexicana.

Sobre a actual situação portuguesa, o Presidente da República afirmou que "Portugal vai crescer no futuro próximo".

Depois, questionou se "haverá algum factor político ou institucional na vida portuguesa que instabilize a situação económica, impedindo o crescimento", e referiu que "aí, como compreendem, o Presidente da República tem uma autoridade peculiar".

"E a posição do Presidente da República é a mesma desde o início do mandato: não há razões políticas, por fortes que sejam, que justifiquem a criação de instabilidade num processo tão sensível como é o financeiro, o bancário, e o do crescimento económico português. E, portanto, não haverá. Quando eu digo não haverá, não haverá", acrescentou.



A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado jose.a.casimiro Há 2 dias

Cuidado com essas certezas irrevogáveis

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 dias

Os anti-gerigonços já vão em 2 anos de calvário. Coitados ..

invicta Há 2 dias

Este número 2 do governo, está a ter mais dificuldade em segurar a geringonça, pois ultimamente é um tal meter os pés pelas mãos. Mas está aparentemente tudo bem. De vez em quando lá aparece o PCP/CGTP a dizer que estão vivos. O BE, nem vê-los.

Sr. PR Há 2 dias

As razões da falta de crescimento são estruturais.
O estado tem que deixar a economia respirar e não asfixiar.
Sabe como é que dizem, demasiado gado faz o pasto galego!!!!

Recado dado Há 2 dias

Aos que rezam pelo Diabo

ver mais comentários
pub