União Europeia Marcelo realça solidariedade europeia, mas quer que seja "maior no futuro"

Marcelo realça solidariedade europeia, mas quer que seja "maior no futuro"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, realçou esta terça-feira em Coimbra que Portugal se sente bem com a solidariedade da Europa, mas quer que "seja maior" no futuro.
Marcelo realça solidariedade europeia, mas quer que seja "maior no futuro"
Duarte Roriz
Lusa 31 de outubro de 2017 às 14:42
"Sentimo-nos bem com essa solidariedade e queremos que seja maior no futuro", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, quando questionado pela agência Lusa sobre a ausência de um grande debate, em Portugal, sobre a integração europeia - assunto abordado no discurso de elogio ao presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que recebeu esta terça-feira, 31 de Outubro, o doutoramento 'honoris causa' pela Universidade de Coimbra.

O chefe de Estado sublinhou que este doutoramento "é uma homenagem não só à Europa, não só a Jean-Claude Juncker, mas a todos os que em Portugal se bateram pela Europa e a todos os que na Europa têm sido solidários para com Portugal e têm sido muitos, muitos, muitos".

Para Marcelo Rebelo de Sousa, a atribuição do grau 'honoris causa' a Jean-Claude Juncker é também um "sinal da abertura à Europa e à presidência europeia no mundo e à admiração que a Europa tem pela Universidade de Coimbra e pela universidade em Portugal".

Em declarações aos jornalistas à saída da cerimónia, o Presidente da República destacou ainda os inúmeros estudantes "que vêm de toda a Europa" para as universidades portuguesas, mas também o movimento inverso, de alunos portugueses que "estão espalhados pela Europa".

Instado a falar sobre o alargamento do dispositivo de combate a incêndios até 15 de Novembro, Marcelo Rebelo de Sousa referiu que hoje não pretendia fazer qualquer comentário "sobre outros temas que não académicos, aqui na vetusta Universidade de Coimbra".

À saída da cerimónia, lado a lado e sorridentes, o Presidente da República e o primeiro-ministro, António Costa, tiraram 'selfies' com estudantes da Universidade de Coimbra.

Antes de entrar para o carro, Marcelo deixou um conselho a um grupo de alunos: "Estudem que vêm aí os exames".



pub