Europa Marcelo Rebelo de Sousa transmitiu condolências a Hollande por atentado em Paris

Marcelo Rebelo de Sousa transmitiu condolências a Hollande por atentado em Paris

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou na quinta-feira uma mensagem de condolências ao Presidente francês, François Hollande, face ao atentado em Paris, que provocou dois mortos.
Marcelo Rebelo de Sousa transmitiu condolências a Hollande por atentado em Paris
Lusa 21 de abril de 2017 às 01:13

"Foi com grande consternação que tomei conhecimento do atentado terrorista que acaba a ocorrer em Paris, em plenos Campos Elísios", escreveu Marcelo Rebelo de Sousa, na página da 'internet' da Presidência da República.

 

Em seu nome e em nome do povo português, Marcelo Rebelo de Sousa, escreveu ao Presidente da França, François Hollande, para transmitir as suas condolências, "bem como toda a solidariedade para com o povo francês", particularmente, "com a população de Paris".

 

O Presidente da República reiterou, ainda, o compromisso de Portugal, juntamente com a França, na "defesa de uma Europa unida" e que valores como a democracia, a paz e o respeito pelos Direitos do Homem sejam sempre promovidos.

 

Um polícia foi morto e dois ficaram gravemente feridos na quinta-feira à noite quando um homem disparou contra o veículo em que seguiam na avenida dos Campos Elísios, no centro de Paris.

 

O atacante foi morto por outros agentes da polícia francesa e um transeunte foi também atingido.

 

"O agressor chegou de carro, saiu. Abriu fogo contra o carro da polícia com uma arma automática, matou um dos polícias", disse fonte policial citada pela AFP.

 

Uma turista ficou "ligeiramente ferida por bala" durante a troca de tiros, acrescentou outra fonte policial.

 

O Presidente francês, François Hollande, que convocou um Conselho de Segurança para sexta-feira de manhã, afirmou que o caso está a ser investigado pela secção antiterrorista da procuradoria de Paris e que as pistas que poderão conduzir a investigação "são de ordem terrorista".

 

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou já o ataque, através de um comunicado divulgado pelo seu órgão de propaganda, a Amaq. "O autor do ataque nos Campos Elísios, no centro de Paris, é Abu Yussef, 'o Belga', e é um dos combatentes do Estado Islâmico", relatou a Amaq.

 

As autoridades francesas afirmaram que o autor do ataque estava identificado como extremista por ter manifestado a intenção de matar polícias, segundo fontes próximas do inquérito, citadas pela AFP.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump 21.04.2017

Ate admira,este selfie cheirinha mete o nariz em tudo,custa a crer como desta vez nao chegou a tempo.Secalhar estava a preparar o refogado para os sem abrigo.