Economia Marcelo: Temos de crescer um bocadinho mais para reduzir a dívida

Marcelo: Temos de crescer um bocadinho mais para reduzir a dívida

O Presidente da República considerou hoje que os dados do crescimento económico divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) mostram "uma trajectória positiva", mas que Portugal tem de "crescer um bocadinho mais" para reduzir a dívida.
Marcelo: Temos de crescer um bocadinho mais para reduzir a dívida
Ricardo Pereira/Sábado
Lusa 14 de novembro de 2017 às 17:46

"Eu diria que é uma trajectória positiva, que ainda não é suficiente para o grande objectivo de que falava ontem [segunda-feira] o ministro das Finanças, que é conseguirmos ir reduzindo claramente a nossa dívida pública. Temos de crescer um bocadinho mais", declarou Marcelo Rebelo de Sousa.

 

Segundo o chefe de Estado, que falava aos jornalistas, no final de uma visita à Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP), em Lisboa, os dados do INE indicam que "a trajectória mantém-se", mas dão "sinais que são mistos".

 

"Relativamente ao trimestre anterior, há um sinal positivo, porque tinha-se crescido 0,3%, agora cresce-se 0,5%. Relativamente ao ano anterior, em que tinha havido um crescimento muito grande, como se lembram, na ponta final do ano, aí o crescimento continua a ser bom, 2,5%, mas queremos mais", declarou.

 

O Presidente da República reforçou esta mensagem, acrescentando: "Queremos mais, eu quero mais. Vamos ver se é possível mais, porque depende também um bocadinho do crescimento da Europa e do crescimento à escala mundial". 




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado JCG Há 1 semana

Também o Prof Martelo a ajudar à confusão?... o que faz reduzir a dívida é a amortização da dívida não é a taxa de crescimento do PIB.

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Senhor Presidente. O endividamento reduz-se, reduzindo o esbanjamento!!!

Anónimo Há 1 semana

Sr. Presidente é assunto para senhor resolver ? Não é o governo ? Se não o fizer os eleitores votarão noutros que o façam . Ou não é assim ? Já ninguêm percebe se é presidente , 1º ministro ou comentador politico ... A democracia demarcou o que pertence ao 1º ministro ,se não gosta ponha o RUI RIO

Haja pachorra Há 1 semana

Digam ao beijinhos para a câmara que ele não governa

Ó Sôr PR ... a sério?! Há 1 semana

Só um bocadinhozinho, mesmo?
Olhe que o seu pm só sabe fazer crescer a dívida... Ainda não reparou, já teve tempo para isso.
Só passou 1/2 hora a estudar os resultados do governo?! O costa já leva 2 anos de treino em crescimento da dívida e cativações... Reparou nos resultados dos incêndios? Vê...

ver mais comentários
pub