Economia Marques Mendes: PIB terá crescido "ligeiramente acima dos 3%"

Marques Mendes: PIB terá crescido "ligeiramente acima dos 3%"

O comentador da SIC avançou, no seu comentário habitual na SIC, que a economia terá crescido ligeiramente acima dos 3% no segundo trimestre. O INE divulga na segunda-feira os dados do PIB.
Marques Mendes: PIB terá crescido "ligeiramente acima dos 3%"
Negócios 13 de agosto de 2017 às 21:23

Luís Marques Mendes disse esta noite que o crescimento da economia terá crescido ligeiramente acima dos 3% no segundo trimestre.

 

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga amanhã, 14 de Agosto, a variação do Produto Interno Bruto (PIB) entre Abril e Junho e de acordo com as estimativas dos analistas contactados pela Lusa, a economia portuguesa terá crescido, em média, 0,4% em cadeia no segundo trimestre e 3% face ao mesmo período do ano passado.

 

Hoje, no seu comentário no Jornal da Noite, Marques Mendes declarou que, "ao que apurei, [o crescimento homólogo do PIB] será superior aos 2,8% do primeiro trimestre e até ligeiramente acima dos 3%".

 

Marques Mendes recordou o novo aumento das exportações – 12,5% no semestre –, bem como uma nova descida da taxa de desemprego – 8,8% no semestre. "Tudo isto é muito positivo", disse.

 

"Estamos a crescer muito acima da previsão do Governo. É bom. Estamos a crescer de forma correcta – sobretudo, a partir das exportações e do investimento. É bom. Estamos a crescer de forma saudável – diminuindo o desemprego, de forma mais rápida do que se previa. É bom", sublinhou o antigo líder do PSD.

 

"Vamos ter o maior crescimento desde o início do século", acrescentou Marques Mendes ao referir-se ao lado bom da economia.


Antecipação de dados gera tensão com INE
 

Marques Mendes já antecipou algumas vezes a divulgação de dados oficiais do Instituto Nacional de Estatística (INE), o que lhe valeu críticas. O último caso sucedeu no seu comentário de 23 de Julho na SIC, em que apresentou dados do desemprego como novos, que afinal não o eram. O INE, que até aqui evitara reagir às antecipações do comentador, não gostou e, num esclarecimento enviado às redacções, acusou o comentador de "falsa antecipação" de dados.

 

O comentador tinha dito que o INE iria dar conta de uma "descida" da taxa, de 9,5%, valores de Abril, para 9,4% em Maio, mas o Instituto Nacional de Estatística explicou que os 9,4% diziam respeito a uma estimativa provisória já antes divulgada. Quanto à previsão definitiva, ainda estava por fazer o trabalho de apuramento. 


O lado mau da economia 

No seu comentário deste domingo, Marques Mendes também chamou a atenção para a repetição dos erros do passado. "O crédito ao consumo e ao imobiliário está demasiado elevado. É mau. Se as pessoas estão muito endividadas, correm o risco de ficar ainda mais endividadas no futuro. O crédito às empresas está muito baixo. É mau. Não se incentiva o investimento produtivo. Ficamos pelo imobiliário, o que não é saudável", afirmou.

 

Luís Marques Menes prosseguiu, dizendo que a poupança está em níveis muito baixos. "Devia estar a ser estimulada", apontou.

 

Além disso, "o investimento público continua a cair. O que é muito perigoso. Dá cabo dos serviços públicos. Veja-se o exemplo dado esta semana pelo Comandante da PSP do Porto: como o Estado não investe, o número de efectivos da PSP é o mesmo de há 70 anos", rematou.




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
O Povo foi sábio votou 62% 14.08.2017

A direi-talha nem com porcos e sardinhas ,enganam o povo.as sardinhas são boas ,mas voto GERINGONÇA,são sérios.

Anónimo 14.08.2017

Com 249 mil milhões de dívida pública podem fazer as festas todas que a factura vai ser paga na mesma! Só se limitam a adiar o pagamento!

Ganda crescimento! 14.08.2017

O PIB com um crescimento de 3%..... A dívida com um crescimento de 4,5%.
Ó Costa usurpador e esquerdalhos que suportam o governo minoritário, olhem 4,5 é superior a 3, percebem, asnos?
Com crescimentos deste calibre, vamos parar à bancarrota número 4 do PS.
Vota geringonça, para grandes números!

fcj 14.08.2017

Já não é só azia... Agora junta-se o desespero dos direitolas!

ver mais comentários
pub