Europa May continua a perder terreno nas sondagens

May continua a perder terreno nas sondagens

Os Conservadores surgem apenas seis pontos à frente dos Trabalhistas, indicando que a luta nas eleições de 8 de Junho será mais renhida do que se previa.
May continua a perder terreno nas sondagens
Reuters
Nuno Carregueiro 30 de maio de 2017 às 08:27

Uma nova sondagem publicada esta terça-feira, 30 de Maio, volta a apontar para a diminuição da vantagem da primeira-ministra nas intenções de voto para as legislativas de 8 de Junho.

 

Os Conservadores de Theresa May surgem com 43% das intenções de voto, apensa seis pontos percentuais acima dos Trabalhistas, que subiram três pontos para 37%.

 

Esta sondagem efectuada para a ITV aponta para uma luta mais renhida do que se previa quando May decidiu convocar eleições, altura em que a diferença entre Conservadores e Trabalhistas superava os 20 pontos.

 

Uma sondagem da YouGov, revelada na semana passada, já apontava para este encurtamento entre os dois partidos, com a diferença a reduzir-se para um mínimo de cinco pontos, quando duas semanas antes era de 18 pontos.  

 

A sondagem publicada hoje foi realizada entre 26 e 27 de Maio, pouco depois do atentado de Manchester. Contudo, a descida de May reflecte sobretudo uma das medidas que propôs implementar caso vença as eleições. O Partido Conservador quer que os idosos suportem os encargos com os seus cuidados para não sobrecarregar os contribuintes. Uma proposta que os partidos já apelidaram de "imposto sobre a demência".

 

Apenas metade dos inquiridos nesta sondagem considera que May será a melhor chefe de Governo entre os candidatos. O apoio a Jeremy Corbyn aumentou para 30%.

 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 31.05.2017

A nova Tatcher mas...Marreca.

Anónimo 31.05.2017

no UK, as sondagens não contam para nada.
com o sistema maioritário a uma volta, depende de cada círculo. Um partido em 2º lugar em muitos círculos, tem muitos votos e nenhum deputado.!

Anónimo 30.05.2017

O Reino Unido precisa de um partido de extrema-direita para agitar as águas...

pub
pub
pub
pub